CVC: direito de retirada

A aquisição do controle societário da Check In Participações Ltda., aprovada na Assembleia do dia 2 de junho, gerou direito de retirada dos acionistas dissidentes da operação. Os acionistas titulares de ações desde 18 de maio terão prazo do dia 5 de junho a 5 de julho de 2017 para exercerem seus direitos. O valor do reembolso é de R$ 4,674116247/ação. No pregão de sexta-feira a ação fechou cotada a R$ 30,28. Não incentivamos o exercício do direito de retirada.

Light esclarece sobre Plano de Desinvestimentos da Cemig

Em referência ao Fato Relevante, divulgado 01/06/2017 pela Cemig, a Light esclarece que a Light Energia S.A. é sua subsidiária integral e que, no momento, não há negociações em curso entre a Light e eventuais compradores de parte ou da totalidade de sua participação na referida subsidiária. A Light destacou ainda que tal operação estaria sujeira à aprovação, além das autoridades pertinentes, ao grupo de credores da empresa. Notícia neutra.

Petrobras

Solicita certificação à B3 e pretende aderir ao segmento especial de listagem Nível 2
A Petrobras informa que nos últimos meses promoveu uma série de medidas para aprimoramento de sua governança corporativa e, assim, solicitou à B3 na última sexta feira, 2 de junho, pedido de certificação no âmbito do Programa Destaque em Governança das Estatais. Adicionalmente, a Petrobras iniciou estudos para aderir ao segmento especial de listagem Nível 2 da B3, com o intuito de implementar medidas de governança corporativa que vão além das exigidas pela Lei das S.A e pela Lei 13.303/16, que instituiu o estatuto jurídico das empresas estatais. Notícia positiva.

Pré-pagamento de dívida com o Itaú
A Petrobras efetuou na sexta-feira o pré-pagamento total de uma Nota de Crédito à Exportação com o Banco Itaú, no valor de R$ 1 bilhão e prazo de vencimento em 2020. A Petrobras afirmou que continuará avaliando novas oportunidades de gerenciamento dos seus passivos, visando à melhora do perfil de amortização e à redução do custo da dívida, levando em consideração as metas de desalavancagem previstas em seu Plano de Negócios e Gestão 2017-2021. Notícia positiva.

Sid Nacional convoca AGO/AGE

Dois meses após o término do prazo legal, a CSN convocou seus acionistas para as Assembleias Geral Ordinária e Extraordinária a realizar-se no dia 3 de julho de 2017, às 11 horas, em segunda convocação. Na primeira tentativa, em 28 de abril, as Assembleias não foram instaladas por falta de quórum o que, segundo a siderúrgica se deu “Em razão da greve geral que paralisou os meios de transporte e vias públicas”. Na ordem do dia da AGO constam apenas: 1. fixação do número de membros do Conselho de Administração e eleição de seus membros e; 2. fixação da remuneração anual global dos administradores para o exercício de 2017. Não há previsão para publicação das Demonstrações Financeiras de 2016 e do 1T17. Notícia negativa.

Vale: laudo de avaliação aponta preço de R$ 38,8755/ação da mineradora

Em 20 de fevereiro, os acionistas da Valepar anunciaram proposta de reestruturação, na qual passariam a ser acionistas diretamente na Vale, através da incorporação da Valepar pela Vale. Para tanto, foi solicitado à PricewhaterhouseCoopers avaliações da Valepar e da Vale, utilizando o critério do Fluxo de Caixa Descontado, para fins de atendimento ao Artigo 264, da Lei 6.404, com data-base de 31/12/2016. O laudo de avaliação aponta valores de R$ 38,8755/ação de emissão da Vale e de R$ 43,5799/ação de emissão da Valepar. Para fins da incorporação da Valepar pela Vale, os acionistas da primeira receberão por cada 1 ação de sua titularidade 1,1210 ação de emissão da Vale. Após a incorporação e adesão integral dos preferencialistas da Vale à conversão de ações preferenciais em ordinárias, considerando a relação de troca proposta, de 0,9342 ação ON por cada 1 ação PN da Vale, o free float da companhia passará de 61,01% para 58,11%. Cronograma cumprido e laudo de avaliação coerente.