O Ibovespa iniciou 2018 com novo recorde e próximo dos 78 mil pontos, na sétima sessão consecutiva de alta. A recuperação da economia deve seguir como justificativa para a melhor disposição dos investidores, deixando um pouco de lado o cenário político. Colabora para isso o resultado da balança comercial, com saldo positivo de US$ 67 bilhões em 2017, além da notícia de que o déficit das contas públicas no ano passado teria sido R$ 30 bilhões menor do que a meta, de R$ 129 bilhões. Vale destacar que a notícia sobre as contas públicas foi publicada pela colunista Miriam Leitão, do jornal O Globo, e que os dados oficiais só serão divulgados no final do mês.

No exterior os principais índices acionários operam em alta, com os investidores atentos à agenda dos EUA, que tem como destaque a ata da última reunião de política monetária do Fed.

Agenda Corporativa

NEGOCIAÇÃO EX-DIREITOS

BBDC3. Ex-JCP Mensal de R$ 0,017249826/ação. Janeiro 2018
BBDC4. Ex-JCP Mensal de R$ 0,018974809/ação. Janeiro 2018
FLRY3. Ex-JCP de R$ 0,13132309098/ação. Exercício 2017

Análise Gráfica

O Ibovespa-futuro tentou manter trajetória positiva na abertura de hoje, embora ainda trabalhando com elevados níveis no Indicador de Força Relativa e evidenciando nítida falta de sustentação do ímpeto altista. Isto justifica atenção para o suporte imediato de 78.075 pontos, que se for perdido indicará possibilidade de uma correção intermediária (comentário feito às 09:12h e baseado no gráfico intraday de 30’).

O dólar-futuro abriu em queda, mas poderá se congestionar ou tentar uma reação para corrigir os exageros baixistas. No entanto, não indicará possibilidade de um repique mais forte até eventual superação da resistência imediata de R$ 3,275 (comentário feito às 09:12 h e baseado no gráfico intraday de 30’).

Assista ao vídeo da Análise Gráfica


Disclaimer:
Este Relatório de Análise foi preparado pela Lopes Filho & Associados, Consultores de Investimentos Ltda. para uso exclusivo do destinatário, não podendo ser reproduzido ou distribuído por este para qualquer pessoa sem expressa autorização da Lopes Filho, conforme Contrato de Prestação de Serviços com as Instituições Clientes. Este Relatório de Análise é distribuído somente com o objetivo de prover informações e não representa, em nenhuma hipótese, uma oferta de compra e venda ou solicitação de compra e venda de qualquer valor mobiliário ou instrumento financeiro. As informações contidas neste Relatório de Análise são consideradas confiáveis na data de sua publicação. Entretanto, a Lopes Filho não pode garantir a exatidão e a qualidade das mesmas. As opiniões contidas neste Relatório de Análise são baseadas em julgamentos e estimativas, estando, portanto, sujeitas a mudanças.

Sem prejuízo do disposto acima e em conformidade com as disposições da Instrução CVM nº 483/10, o(s) analista(s) de valores mobiliários responsável(eis) pela elaboração deste Relatório de Análise declara(m) que:

(I) é (são) certificado(s) e credenciado(s) pela APIMEC.
(II) as análises e recomendações refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais, às quais foram realizadas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Lopes Filho.
(III) sua(s) remuneração(ões) é (são) fixa(s).

Informações adicionais sobre quaisquer emissores objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas diretamente, por telefone, com o(s) analista(s) responsável(eis). Os Relatórios de Análise podem ser consultados no website http://www.lopesfilho.com.br, cujo acesso é restrito aos assinantes e usuários do serviço de Assessoria em Mercado de Capitais da Lopes Filho. Informações sobre emissores que não são objeto dos Relatórios de Análise podem ser obtidas através de solicitação ao Departamento Comercial.

As informações, opiniões, estimativas e projeções contidas neste documento referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças, não implicando necessariamente na obrigação de qualquer comunicação no sentido de atualização ou revisão com respeito a tal mudança.