Bradesco: projeções

O Bradesco reduziu suas projeções para a carteira de crédito expandida e agora estima uma queda de 1% a 5% no saldo em 2017. Também passou a prever um crescimento menor da margem financeira de juros, que agora deve se expandir entre 2% e 6% neste ano, sendo que a previsão anterior era de 3% e 7%. De outro modo, as despesas com provisões para devedores duvidosos (PDD) devem desacelerar. A nova projeção do Bradesco indica que elas ficarão entre R$ 18 bilhões e R$ 21 bilhões em 2017. A estimativa anterior era de R$ 21 bilhões a R$ 24 bilhões. Frisa-se que as despesas com PDD perfizeram R$ 9,832 bilhões no 1S17, com queda de 6,1% em relação ao 1S16. Afora isso, o Bradesco reduziu para a faixa de 8% a 12% a estimativa de crescimento da receita com prestação de serviços, que antes era de 12% a 16%. As despesas operacionais devem crescer de 7% a 11%, abaixo da estimativa dada no início deste ano, de 10%a 14%. Por fim, manteve a projeção de crescimento de 6% a 10% dos prêmios de seguros.

Petrobras: Adesão ao Programa Especial de Regularização Tributária de débito relacionado à repactuação do Plano Petros

O Conselho da Petrobras aprovou a inclusão, no Programa Especial de Regularização Tributária (PERT), o débito referente ao processo que trata da dedutibilidade na base de cálculo do IRPJ e da CSLL das despesas relacionadas à repactuação do Plano Petros. A Petrobras realizará o pagamento de R$ 4,3 bilhões, sendo R$ 1,3 bilhão à vista e em espécie, e o restante em 145 pagamentos mensais e sucessivos, vencíveis a partir de janeiro de 2018. A adesão ao PERT representa uma economia de 34% do valor do débito, em termos nominais. O impacto negativo líquido no resultado do 2º trimestre de 2017 será de aproximadamente R$ 6 bilhões.

Ser Educa: Joaquim Nabuco do Recife é credenciada para se tornar Centro Universitário

O MEC credenciou a Joaquim Nabuco do Recife como Centro Universitário e segundo o presidente do grupo Ser Educacional, Janyo Diniz, trata-se de um credenciamento relevante que permitirá além da expansão do portfólio de cursos ofertados pela agora denominada Uninabuco, a melhora da presença da Instituição no centro da cidade do Recife. A Uninabuco permitirá à Ser Educacional explorar um novo modelo operacional em caráter experimental no Recife que consiste na abertura de unidades menores, espalhadas em bairros específicos e de grande densidade populacional da cidade, com portfólio de cursos direcionados dentro da demanda identificada por região, ofertando ensino presencial e à distância por meio de parcerias com as demais bandeiras do Grupo.