Você sabe como funcionará o Pix para empresas? A novidade lançada recentemente pelo Banco Central do Brasil  está chegando às pessoas que já possuem uma conta em um banco, seja ele tradicional ou digital.

Apesar de já existirem empresas realizando o pré-cadastro, poucos sabem, de fato, o que é esse novo sistema e como ele impactará a vida dos brasileiros. Pensando nisso, nós resolvemos escrever este artigo.

Nele, explicamos melhor o que é Pix e como as pessoas jurídicas serão impactadas por ele. Acompanhe-nos nesta leitura para saber mais. Aproveite esse conhecimento!

 

O que é Pix para empresas?

O Pix é um sistema inovador que chegou para revolucionar totalmente a forma como as pessoas físicas ou jurídicas realizam transações entre contas bancárias.

Com esse sistema, será possível transferir ou pagar algo de modo que o recebedor tenha acesso ao valor em poucos segundos.

Isso significa que uma empresa poderá transferir um valor para outra instituição bancária em sábados, domingos e feriados, durante as 24 horas do dia, facilitando em muito para as empresas que funcionam nesses dias.

Por enquanto, o Pix não substituirá as transações já existentes no mercado, como o DOC e TED, por exemplo. Entretanto, ele tem por objetivo causar uma verdadeira revolução na forma como as empresas transmitem valores entre instituições bancárias.

 

Como vai funcionar o PIX para empresas?

PIX é um sistema inovador que tem por objetivo revolucionar totalmente a forma como as pessoas físicas e jurídicas movimentam valores entre contas bancárias.

O foco principal do novo sistema é possibilitar a transferência de valores de forma quase que instantânea, com uma latência de apenas alguns segundos.

Além disso, ele também permitirá que essas transações sejam feitas sem nenhum tipo de limitação de horários ou dias do mês. Atualmente, por exemplo, não existem compensações bancárias em dias de feriados ou fins de semana.

Também só é possível transferir valores para contas de uma mesma instituição bancária. Quando o assunto é o pagamento de boletos esse prazo fica ainda pior, podendo demorar dias para que o recebedor tenha acesso ao valor pago.

Entretanto, o PIX não tem o objetivo de substituir totalmente o TED, DOC, boleto bancário ou cartão de crédito e débito, mas, sim, servir como uma nova alternativa que dá o poder dos usuários escolherem como realizarão os seus pagamentos.

Existem dezenas de bancos que já estão fazendo o pré-cadastro para o PIX, mas a data oficial para o início desse processo é o dia 5 de outubro de 2020.

Depois disso, os usuários poderão começar a utilizar o sistema — ainda em uma fase de teste, que durará entre os dias 3 e 15 de novembro.

Nesse período, existirão algumas limitações quanto aos valores e horários. Afinal, será apenas um teste da ferramenta, para que possam ser verificados eventuais erros que necessitam de correções.

Finalmente, a partir do dia 16 do mesmo mês ocorrerá o lançamento oficial, e as pessoas e empresas já poderão utilizar.

Apenas os bancos com mais de 500 mil clientes serão obrigados a oferecerem o PIX para os consumidores.

 

Como a empresa deve fazer seu PIX?

Antigamente, o empresário deveria disponibilizar o número da conta para depósito. Nesse novo formato, as transações são efetuadas utilizando essa chave, que pode ser:

  • CNPJ da organização;
  • e-mail;
  • número de telefone ou celular;
  • chave aleatória criada pela empresa.

O sistema permitirá o cadastro de mais de uma chave, mas existirá um limite de 20 para as pessoas jurídicas.

Um detalhe importante a ser mencionado é que a empresa não será obrigada a registrar uma chave para receber valores por meio do PIX. Ele será creditado em sua conta mesmo que não tenha feito o procedimento.

Contudo, é altamente recomendado que esse cadastramento seja realizado, pois o processo de envio de valores por meio do PIX será muito mais prático, como discorreremos melhor em outro tópico deste artigo.

Na prática, para executar um PIX, o processo é muito simples. Qualquer tipo de pagamento pode utilizar essa nova ferramenta, desde uma compra de um material de uso e consumo até o pagamento de tributos da empresa.

Para ter acesso ao sistema, o usuário deve acessar a sua conta, ler um código QR ou, simplesmente, informar a chave PIX do recebedor e adicionar o valor. Tudo é muito simples e intuitivo.

 

Quais são os diferenciais do PIX para os demais meios de pagamento?

Agora que você entendeu o que é o PIX para empresas, mostraremos como esse meio de pagamento difere-se de cada uma das modalidades existentes na atualidade. Continue lendo!

 

PIX e TED

Com relação ao TED, o PIX tem alguns diferenciais interessantes. Primeiro, nesse caso, é necessário ter apenas a chave gerada pela empresa.

No TED, é preciso digitar dados da conta beneficiária, como a identificação da mesma (número e agência), além do CNPJ ou CPF de quem receberá os valores.

Em caso de TED e quem recebe o valor, pode demorar alguns minutos para que ele seja creditado na conta. No caso do PIX, o recurso cairá na conta quase que instantaneamente.

Outro ponto que merece destaque e que se torna um grande diferencial é a questão da disponibilidade. Só é possível fazer TEDs em dias úteis e até as 17h. No PIX, não existirá essa limitação.

 

PIX e DOC

Alguns dos pontos mencionados sobre o TED relacionado com o PIX para empresas também se confundem com o DOC. Por exemplo, quanto à necessidade de informação dos dados de quem receberá os valores.

O principal ponto de superioridade dessa nova plataforma sobre os antigos Documentos de Ordem de Crédito está no tempo que a transação demora para se concretizar, os horários e limites.

Um DOC pode demorar, no mínimo, um dia útil para ser efetivado na conta do recebedor, o que é instantâneo no PIX. Além disso, também existem limitações quanto aos horários e dias em que ele é cadastrado.

O DOC também exige um limite máximo de R$ 4.999 por transações, o que é inexistente no novo sistema de pagamentos.

 

PIX e Boleto Bancário

O PIX também proporciona alguns benefícios, se comparado com o boleto bancário. O primeiro deles é o fato de não ser necessário um título com código de barras para realizar a transação, proporcionando praticidade para quem paga.

Quem recebe, portanto, também não precisa esperar o tempo de processamento do pagamento, que pode demorar 2 ou 3 dias úteis, dependendo da instituição bancária.

Como o PIX é processado quase que instantaneamente, não há essa necessidade de aguardar todo esse prazo para receber o valor.

Essa alteração é interessante também para a empresa ou pessoa física que faz compras pela internet e paga por meio de boleto.

Com o novo sistema, não haverá a necessidade de aguardar o prazo de baixa bancária do título para que os produtos adquiridos sejam encaminhados para o consumidor, agilizando em muito todo o processo de compras online.

Além disso, especialmente com relação ao boleto bancário, não há todas as regras complexas que esse título exige dos emissores.

 

PIX e cartão de crédito ou débito

Para quem paga com o cartão de crédito ou débito, existe certo nível de praticidade, tendo em vista que não é exigido andar com dinheiro, e o valor é processado e extraído da conta imediatamente.

Todavia, para quem recebe, esse tipo de transação não é tão rápida e pode demorar alguns dias para se concretizar.

Além disso, existe a questão da limitação de bandeiras. Não é raro encontrar estabelecimentos que não trabalham com determinada administradora de cartão de crédito ou débito.

Também não podemos esquecer-nos de que tanto o cartão de crédito quanto débito têm algum tipo de periférico para funcionar, seja uma maquininha específica, seja alguma ferramenta acoplada em um computador, tablet ou celular.

Ao utilizar o PIX, esse problema é eliminado, tendo em vista que não se utiliza utilizar nenhum tipo de elemento físico, além de um smartphone, por exemplo.

 

Quais são as vantagens do PIX para empresas?

Agora que você entendeu as principais diferenças entre o sistema PIX e os meios de pagamento e transferências mais utilizados na atualidade, mostraremos as principais vantagens que podem ser conquistadas com essa novidade. Continue lendo!

 

Rapidez e praticidade na transmissão de valores

Não há dúvidas de que a principal vantagem do PIX para empresas é a praticidade na hora de realizar as operações e a velocidade com a qual elas acontecem.

Receber ou pagar por produtos e serviços podem ser um grande desafio dentro de uma empresa. Na hora de receber por uma venda a prazo, por exemplo, ela precisa aguardar o tempo de processamento do boleto exigido pelo banco.

Em vendas com cartão de crédito, também pode demorar alguns dias para que a transação seja efetuada.

Além disso, ao comprar produtos ou serviços na internet e pagar com boleto bancário, a empresa também aguarda todo um tempo para que o pagamento seja processado e, então, possa receber o item adquirido.

Como PIX, esse problema será reduzido ou, até mesmo, eliminado. A possibilidade de realizar transações instantâneas com valores será um dos grandes diferenciais e benefícios que essa nova ferramenta proporcionará às empresas.

 

Segurança nas transações bancárias

Outro ponto importante de ser destacado é a segurança nas transações bancárias. Assim como funciona com os boletos, TED, DOC e cartões, o empresário pode ter total tranquilidade em saber que as suas operações sempre estarão rastreadas e protegidas.

Transmitir valores é algo que merece muita atenção, especialmente para as empresas que, geralmente, movimentam grandes quantias. Por isso, é tão importante contarem com um sistema que forneça toda a segurança que necessitam.

 

Baixo custo em transações

Durante muitos anos, os empresários sofreram com altas taxas em transações. Um simples TED, por exemplo, até os dias atuais, pode chegar a um valor de R$ 10. Agora, imagine uma empresa que faz centenas de transações como essa todos os meses.

Certamente, elas teriam um grande impacto em suas contas. Além disso, processos como o registro de boletos bancários também geram mais despesas, que são absorvidas pelas empresas e prejudicam a rentabilidade do negócio.

À medida que foram surgindo novas instituições bancárias, alguns desses custos começaram a reduzir. Por exemplo, no modalmais, as TEDs podem ser feitas de forma gratuita e sem limite de emissão por dia ou mês, respeitadas as limitações desse tipo de transação.

Mesmo com essa possibilidade, ainda existem custos bancários que pesam no financeiro do empresário. Apesar de não ser possível eliminá-los totalmente, o PIX pode solucionar uma grande parte dessas despesas.

Isso porque as transações podem ser feitas mediante o pagamento de taxas muito pequenas, ou seja, alguns poucos centavos.

Entretanto, é provável que muitas instituições bancárias sequer façam qualquer tipo de cobrança de taxas dos empresários, tampouco de pessoas físicas que utilizarem o sistema.

 

Como divulgar o novo meio de pagamento na sua empresa?

Para que o PIX funcione e proporcione todas as vantagens incríveis que mencionamos, é necessário que os consumidores, tanto pessoas físicas quanto jurídicas, comecem a utilizar esse tipo de sistema.

Logo, vale a pena divulgar essa novidade para que os seus clientes entendam o quanto ela vai favorecê-los em suas compras, sejam elas no ambiente online ou no físico.

Pode ser interessante enviar conteúdos explicativos sobre o PIX, como este que você está lendo, mostrando o seu funcionamento e os benefícios que ele pode proporcionar.

Há quem possa ficar receoso em transferir valores por meio da nova plataforma. Afinal, trata-se de algo tão disruptivo que gera esse tipo de dúvida. Porém, se você conseguir demonstrar que se trata de um sistema gerenciado pelo próprio Banco Central, é natural que elas sejam mais receptivas a ele.

Além disso, pessoas já vêm utilizando alguns aplicativos de pagamentos que funcionam de forma integrada com cartões de crédito e dispensam a necessidade de títulos ou números de contas.

O ideal, portanto, é demonstrar que o PIX é um sistema semelhante, mas que funcionará de forma integrada à sua própria agência bancária.

Por fim, podemos concluir que o PIX para empresas revolucionará a forma como as pessoas jurídicas realizam suas transações, tanto aquelas existentes no setor de contas a receber quanto no pagamento de seus gastos diários.

Se você gostou dessas informações e quer saber um pouco mais sobre o PIX, abra a sua conta no modalmais e comece a entender o funcionamento dessa nova plataforma que veio para facilitar as suas transações financeiras.

Nova call to action