Ontem, como tem acontecido nas últimas sessões, a Bovespa e dólar andaram na contramão dos mercados no exterior. A Bovespa encerrou com queda de 1,11% e índice em 120.701, e o dólar com alta de 0,57%, cotado a R$ 5,25. Aqui, a crise política prossegue e o quadro fiscal vai agravando e com muitos ruídos políticos nas reformas.

Hoje, as Bolsas da Ásia encerraram com quedas pequenas, a Europa se mantém em alta por mais um dia nesse início de manhã e futuros do mercado americano com altas. Aqui, não deveríamos perder o patamar do fechamento de ontem em 120.700 pontos, sob pena de chamar mais vendedores. Mas o mercado local está bem defasado do exterior e o dólar acima de R$ 5,00 torna as empresas brasileiras mais baratas, principalmente depois de bons resultados apresentados do segundo trimestre.

O dia é de agenda curta e vamos ficar à mercê do noticiário complicado. Na zona do euro, o saldo da balança comercial de junho foi um superávit de 12,4 bilhões de euros, fruto de exportações em queda de 0,7% e importações estáveis. Nos EUA, o FDA autorizou dose adicional de vacinas da Pfizer e Moderna.

No mercado internacional o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava leve queda de 0,17%, com o barril cotado a US$ 68,97. O euro era transacionado em alta para US$ 1,175 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,34. O ouro e a prata com altas na Comex e commodities agrícolas com viés de alta na Bolsa de Chicago.

Aqui, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, abriu novo inquérito contra Bolsonaro por divulgar dados em sigilo do inquérito do TSE e afastou delegado. Bolsonaro que ontem tinha pregado paz e tranquilidade, usou sua live para criticar os ministros Barroso e Moraes, e que hackers teriam “sumido” com 12 milhões de votos seus.

O Estadão reportou que o governo pagou emendas de R$ 1,2 bilhão para parlamentares na véspera da votação do voto impresso na Câmara.

Na agenda do dia, teremos a divulgação do IBC-Br de junho, uma prévia do PIB e nos EUA, teremos a confiança do consumidor de Michigan de agosto. Os investidores vão ficar de olho no noticiário político e econômico. A expectativa é de Bovespa podendo recuperar um pouco, dólar ainda pressionado e juros em alta.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais