Ontem a Bovespa andou na contramão dos principais mercados da Europa e também dos EUA, onde os três principais índices bateram novos recordes de pontuação com a posse de Biden. A Bovespa encerrou com perda de 0,82% e índice em 119.646 pontos, mas chegou a perder o patamar de 119 mil pontos ao longo do dia, recuperando um pouco no fechamento. O dólar aqui terminou o dia com queda de 0,63% e cotado a R$ 5,31. Dow Jones em alta de 0,83% e Nasdaq com +1,97%.

Hoje as Bolsas asiáticas terminaram o dia majoritariamente com altas, Europa em alta, mas perdendo tração e futuros do mercado americano com altas nesse início de manhã. Aqui, seria positivo não perdermos o patamar de 119 mil pontos, sob pena de acelerar realizações.
Os investidores vão ter que ajustar expectativas para a decisão mais dura do Copom de ontem que manteve a Selic estabilizada em 2%, mas que pode começar a mexer na taxa no final do semestre ou no início do segundo semestre, após retirar o forward guidance, mostrar as incertezas, as pressões inflacionárias de curto prazo e a necessidade de perseverar reformas.

Os investidores também vão ter que ajustar expectativas para a gestão de Joe Biden que ontem assinou vários decretos, interrompendo a construção do oleoduto para o Canadá e o muro na fronteira com o México, além de fazer a reintegração no pacto climático de Paris e na OMS(Organização Mundial da Saúde), contrariando feitos de Trump.

Nessa madrugada, o BOJ (BC japonês) manteve a política monetária estabilizada, mas Kuroda (presidente) disse que irá rever políticas na reunião de março e pode voltar a flexibilizar a política monetária. O BC da Turquia também manteve a taxa de juros básica em 17% e declarou que pode apertar a política monetária. Hoje ainda teremos a decisão do BCE (BC europeu).

A França não deve conseguir fugir de lockdown em regiões para reduzir o contágio pela covid-19, e Angela Merkel da Alemanha, disse que o país está em fase muito difícil da pandemia e deve prorrogar lockdown.

Na Índia, foi relatado incêndio em unidade do laboratório de produção de vacinas para covid-19 e pode complicar o fornecimento.

No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostrava queda de 0,77%, com o barril cotado a US$ 52,90, o que prejudica desempenho de Petrobras. O euro era transacionado em alta para US$ 1,214 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,08%. O ouro e a prata mostravam altas na Comex e commodities agrícolas com viés de alta na Bolsa de Chicago.

No cenário doméstico, Bolsonaro ontem cumprimentou Biden pela posse e quer trabalhar junto, mas porta-voz disse não saber quando Biden entrará em contato. E parece que Bolsonaro conseguiu entender a importância dos EUA e da China para a economia brasileira, vacinas e insumos para vacinas, e por a China ter representado 2/3 do superávit de nossa balança comercial em 2020.

Na agenda do dia nenhum indicador com maior capacidade de mexer com os mercados será apresentado. Vamos ficar mesmo com o complicado noticiário local e mudanças de expectativas para ajustar mercados. Assim, a Bovespa pode tentar alguma recuperação depois de quedas sucessivas nas empresas líderes e boa performance dos investidores estrangeiros, dólar pode seguir fraco e juros em alta.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais