Ontem a Bovespa mostrou boa recuperação terminando o dia com alta de 1,57%, índice em 119.564 pontos e dólar em queda de 1,21%, com a moeda cotada em R$ 5,36. Isso mesmo com todos os ruídos produzidos pela CPI do covid-19 e com a reforma tributária andando para trás. O comportamento positivo pode se estender também para está quinta-feira.

Hoje mercados começando aparentemente com realizações de lucros recentes e aguardando a decisão do BOE (BC inglês) sobre política monetária. A decisão veio dentro do esperado, com manutenção da taxa de juros em 0,10% e flexibilização monetária com compra de ativos de 895 bilhões de libras. A libra se valoriza frente ao dólar. A Turquia também manteve a taxa básica de juros em 19%.

Aqui, ontem o Copom elevou a taxa Selic em 0,75%, como esperado para 3,50% e sinalizou nova alta de 0,75% para a reunião de junho. Mas o comunicado ficou no meio do caminho entre duro e suave, diferente do esperado endurecimento.

Os mercados da Ásia encerraram majoritariamente com altas (Xangai em ligeira queda e Tóquio com alta de 1,80% na volta de feriado prolongado). Europa abrindo em alta, passando para negativo e voltando para alta neste início de manhã. Futuros do mercado americano transitando em alta. Aqui, podemos esperar recuperação da faixa de 120 mil pontos, quando teríamos maior consistência de movimento.

Na Alemanha, as encomendas à indústria registraram expansão em março de 3%, quando o previsto era +1,7%. Na zona do euro, as vendas no varejo de março cresceram 2,7%, de previsão de +1,6%. No Reino Unido, o PMI de serviços de abril subiu para 61 pontos, no maior patamar desde 2013, e o composto com alta para 60,7%.

A União Europeia quer endurecer as regras de investimento de estrangeiros e ampliar autonomia, de certa forma visando a China e seu poderio econômico. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava queda de 0,58%, com o barril cotado a US$ 65,25. O euro era transacionado em US$ 1,204 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,58%. O ouro e a prata com altas na Comex e commodities agrícolas também com altas na Bolsa de Chicago.

Aqui, a Câmara aprovou ontem o Pronampe, permanente para pequenas e microempresas, e a loteria da saúde para financiar o SUS. Já a frente favorável a reforma tributária tenta evitar o fatiamento pretendido pelo presidente da Câmara, Arthur Lira. A FGV divulgou o indicador antecedente de emprego em alta de 1,6 ponto, para 78,7 pontos.

Bolsonaro voltou a criticar o lockdown dizendo que pode editar decreto com base no artigo 5º da constituição e criticou a China pelo vírus falando em guerra química. Depois tentou relativizar as críticas sobre nosso maior parceiro comercial.

A agenda do dia tem condição de mexer com os mercados, assim como a safra de resultados do primeiro trimestre que está saindo. Porém, a expectativa é de Bovespa buscando patamar mais elevado, dólar mais fraco e juros longos ainda pressionados.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais