É claro que hoje o dia será dominado por Petrobras e ajustes requeridos, mas mexe também com todo o mercado (Petrobras representa mais de 10% na ponderação do Ibovespa), e também com o câmbio e a taxa de juros. Claramente, a interferência na companhia eleva o prêmio de risco para o país, justamente num momento em que os investidores no mundo se preocupam com o grau de endividamento dos países emergentes e mostram preocupação com a alta dos treasuries americanos.

Os ADRs da Petrobras no pré-mercado americano chegaram a cair hoje algo como 17%, e o principal ETF do Brasil, o EWZ, mostrava perda de mais de 5%. Os mercados no exterior também não ajudam muito com comportamento negativo no encerramento da Ásia (exceto Tóquio, por melhor relação com a China), Europa operando com quedas (mas já afastando um pouco das mínimas) e futuros do mercado americano com quedas. Aqui, nós que vínhamos falando em não perder a faixa de 118 mil pontos do índice, agora retroagimos para a casa dos 115 mil pontos, que parece a resistência mais próxima.

No exterior, os investidores preocupados com a alta dos juros dos títulos americanos e encolhimento do spread com emissões privadas. Do Lado político, o Irã e a China querem que os EUA retirem as sanções e restrições, para fazer valer o acordo nuclear e relações comerciais, respectivamente. Já na Alemanha, o índice IFO de expectativa empresarial subiu para 92,4 pontos em fevereiro, vindo de 90,3 pontos no mês anterior e produziu alguma melhora nos mercados.

Falando de covid-19, os EUA ultrapassaram a barreira dos 500 mil óbitos e o presidente Biden chocado e constrangido com isso, realiza cerimonia para as vítimas e famílias. Aqui, também passamos de 246 mil óbitos e não temos vacinas para imunizar a população, quando poderíamos estar dando o exemplo por nossa expertise em vacinação. Nesse ritmo, vamos chegar no final do ano com pequena percentagem de vacinados e ainda tendo que demover pessoas da atitude de não vacinar.

Enquanto isso, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson quer ter toda população adulta vacina até o mês de julho. No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,86%, com o barril cotado a US$ 59,75. O euro era transacionado em alta para US$ 1,213 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,34%. O ouro e a prata tinham altas na Comex e commodities agrícolas com viés de alta na Bolsa de Chicago.

Aqui, o presidente da Câmara diz que vai buscar comandar o orçamento, que só deve ser votado lá para o final de março/abril, deixando para o Executivo gerenciar as diretrizes do Legislativo.

Como dissemos, o dia será dominando pelas expectativas e noticiário envolvendo a Petrobras e interferências políticas numa companhia com ações espalhadas pelo mundo e com a CVM podendo abrir processo. Além disso, será preciso vislumbrar a atuação do Conselho de Administração, o que acontecerá com a diretoria e as prioridades traçadas, incluindo desinvestimentos.

Expectativa de queda para a Bovespa com câmbio e dólar em alta.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais