Ontem foi um mau dia para os mercados de risco no mundo, com investidores buscando proteção em Renda Fixa e em dólares e apetite ao risco minguando. A fala de Jerome Powell, presidente do FED, no Senado americano assustou ao dizer que inflação estava alta e acima do previsto e que a dívida americana estava em trajetória insustentável.

Hoje, os mercados da Ásia terminaram o dia com viés negativo, Europa buscando alguma recuperação neste início de manhã, mas já perdendo força, e futuros do mercado americano com valorizações. Aqui, vamos ter que fazer o caminho de volta para reconquistar o patamar de 129.000/130.000 pontos do Ibovespa para adquirir maior consistência de movimentos. Mas os investidores vão avaliar indicadores que serão divulgados nos EUA e também por aqui.

Durante a madrugada o BOJ (BC japonês) anunciou a manutenção da política monetária, mas abriu linha de crédito com taxa de juros zero para iniciativas ambientalmente sustentáveis. Na zona do euro, a inflação medida pelo CPI de junho foi de 1,9% na comparação anual, no mês em +0,3% e o núcleo na comparação anual com +0,9%. Lá, o superávit da balança comercial de maio foi de 9,4 bilhões de euros, fruto de exportações em queda de 1,5% e importações crescendo 0,7%.

O presidente Biden esteve em reunião com Angela Merkel, da Alemanha, falando de China (competição e democracia), Rússia (interferência na soberania da Ucrânia) e sobre o acordo nuclear com o Irã. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 0,57%, com o barril cotado a US$ 72,06. O euro era transacionado em US$ 1,18 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,327%. O ouro e a prata mostravam quedas na Comex e commodities agrícolas com altas na Bolsa de Chicago.

No segmento local, a oposição entrou com questionamento no STF (uma ADIN) contra o projeto de privatização da Eletrobrás. O Congresso Nacional turbinou recursos do orçamento de 2022 e agilizou pagamentos de emendas sem carimbo (para qualquer uso por Estados e Municípios), com rombo de R$ 170 bilhões, mas com fundo eleitoral triplicado de R$ 5,1 bilhões. Isso é Brasil.

De outra feita, seguem as críticas contra o ajuste do imposto de renda e o relator quer agora imposto progressivo sobre distribuição de dividendos. Já o presidente Bolsonaro circulou pelo hospital, tirou fotos com pacientes e não deve fazer nova cirurgia.

O dia embute a divulgação da inflação pelo IGP-10 de julho e IPC-S da segunda quadrissemana de julho e nos EUA, as vendas no varejo de junho e a confiança do consumidor de Michigan, de julho. A expectativa é de Bovespa tentando recuperação, dólar fraco e juros dependentes dos índices de inflação.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais