Ontem foi dia de investidores comemorarem a volta do Ibovespa ao patamar de 100 mil pontos, com o índice fechando em alta de 1,91% e em 100.539 pontos. O dólar teve leve alta no encerramento de 0,17% e cotado a R$ 5,61. Nos EUA, o Dow Jones desacelerou no final do dia para alta de 0,40% e o Nasdaq com +0,33%.

Hoje os mercados da Ásia terminaram o dia majoritariamente com altas, destaque para Hong Kong com +0,75%, Europa começaram o dia em alta, mas logo passaram para negativo e futuros do mercado americano próximo da estabilidade. Agora mercados tentam se afastar das mínimas do dia. Aqui, seria bom que conseguíssemos ficar acima dos 100 mil pontos para acionar objetivo em 103 mil pontos. Mas o dia parece meio complicado.

As apostas dos investidores se concentram no acordo sobre pacote de estímulo fiscal nos EUA, onde governo e oposição ainda acertam algumas diferenças. Mas existe a expectativa de fechar uma posição antes das eleições de 3/11, ainda com liderança de Joe Biden com cerca de 9%, mas Trump além de ter a “caneta”, tem maior carisma na reta final.

Nancy Pelosi, presidente da Câmara americana disse que conversou com Mnuchin, secretário do Tesouro, e evoluíram, deixando posições mais claras. McConnell espera votar rápido e aprovar também novos estímulos para empresas. Já Christine Lagarde, do BCE (BC europeu), disse que a dívida dos países da zona do euro não é o problema da hora e a retirada de estímulos precocemente pode atrapalhar no desempenho da economia.

Os EUA, em sua missão comercial no Brasil acenou com financiamento para introdução da tecnologia 5G, caso o país opte pelo banimento da gigante do setor, a chinesa Huawei. A embaixada chinesa reagiu dizendo que os EUA estão fazendo guerra fria.

No Reino Unido, a inflação medida pelo CPI (consumidor) de setembro mostrou aceleração para 0,5% (de anterior em 0,2%) e o PPI (atacado) teve deflação de 0,1%. No mercado internacional, o petróleo WTI mostra queda de 1,39%, depois do crescimento dos estoques API na semana e em dia de divulgação dos estoques pelo Departamento de Energia, com o barril cotado a US$ 41,12. O euro era transacionado em alta para US$ 1,185 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 0,80%. O ouro e a prata tinham altas na Comex e commodities agrícolas com altas na Bolsa de Chicago.

Aqui, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, defende um cronograma de votação de medidas que tragam maior tranquilidade para resolução do problema fiscal. Já o presidente do STF, Fux, sorteou para Alexandre de Moraes o inquérito sobre interferência do presidente Bolsonaro na Polícia Federal e, com isso, afastou Kassio Mendes, novo ministro indicado pelo presidente, de herdar o inquérito como herança.

O corte dos auxílios emergenciais e abono estão sendo mapeados na busca por recursos para o projeto de renda mínima. Na agenda do dia, alguns indicadores com capacidade de mexer com os mercados, mas o fator dominante será o noticiário sobre pacote fiscal americano.

Expectativa para o dia é de Bovespa podendo tentar alta (mas está complicado), dólar fraco e juros em alta.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais