Justo formadores de opinião que deveriam estar orientando e acalmando a população, se transformam em alarmistas de primeira hora. Ontem o presidente da Câmara Rodrigo Maia declarou que o Brasil vai explodir em janeiro se matérias não forem votadas para ajuste fiscal. Hoje foi a vez do ministro da Economia Paulo Guedes dizer que o Brasil pode ir rápido para a hiperinflação se não rolar a dívida pública satisfatoriamente. Não é bem assim, apesar de aqui mesmo termos batido insistentemente na tecla de ajustes e cuidado com a inflação, tamanho da dívida e sua rolagem.

Mas os investidores não deram muita bola para isso, função da próxima aplicação de vacinas no mundo para acabar com a contaminação pelo covid-19, e internamente com declarações seguintes do ministro sobre privatização e de nova promessa de que no final de 2021 (agora não são mais 90 dias) Eletrobrás, Correios e outras estarão vendidas.
O dia voltou a ser de boa alta nos mercados acionários no mundo, exceto novamente na Nasdaq, por conta das ações de tecnologia e mais precisamente a Amazon, já que a União Europeia acusa a empresa de práticas não competitivas em E-commerce e abriu investigação antitruste. A bolsa de Mumbai da Índia bateu nessa madrugada recorde histórico de pontuação em quanto a bolsa de Tóquio está no maior nível desde 1991.

O Reino Unido anunciou que vai começar a vacinar contra o covid-19 já em dezembro e os russos defenderam a cooperação dos países produtores de petróleo para equilibrar oferta e demanda. Isso motivou nova alta do petróleo no mercado internacional. A AIE-Agência Internacional de Energia estima que a demanda por energia encolherá 5% em 2020, e a USDA reduziu sua projeção da safra de milho e soja americana. O presidente eleito Biden disse já estar na transição e defendeu maior apoio oficial à economia e ampliação da cobertura da saúde.

No mercado internacional o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 2,61%, com o barril cotado a US$ 41,34. O euro era transacionado em leve alta para US$ 1,181 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 0,96%. O ouro e a prata se recuperavam da queda de ontem na Comex e commodities agrícolas com comportamento de alta na bolsa de Chicago. O minério de ferro negociado na China registrou alta de 0,43% durante a madrugada, com a tonelada em US$ 122,27.

No cenário local a Anvisa suspendeu testes da vacina Coronavac, o presidente Bolsonaro comemorou e o governo de São Paulo disse que o voluntário morreu sem qualquer relação com os testes e suspeita de suicídio. Bolsonaro também declarou que defende a Força Armada “preparada” para proteger a Amazônia e em cerimônia disse que o Brasil precisa deixar de ser um país de maricas, ao se referir à pandemia.

O IIF- Institute of International Finance estimou que o déficit fiscal brasileiro caminha para fechar o ano em 15% do PIB. Já o ministro Paulo Guedes que comentamos no início reclamou que as privatizações estão demorando, assim como as reformas, e disse que teremos o projeto de renda mínima diferente do auxílio emergencial. Afirmou ainda que 2021 pode ser melhor que o previsto.

No mercado dia de dólar com grande volatilidade, mas no fechamento mostrava +0,37% e cotado a R$ 5,41 No segmento Bovespa, os investidores estrangeiros voltaram a alocar recursos na sessão de 06/11 no montante de R$ 420,3 milhões, deixando o saldo de novembro positivo em R$ 3,26 bilhões. No ano ainda temos saídas líquidas de R$ 81,63 bilhões.

No mercado acionário dia da bolsa de Londres com alta de 1,79%, Paris com +1,55% e Frankfurt com +0,51%. Madri teve a maior alta de 3,38% e Milão com +0,49%. No mercado americano comportamento misto com o Dow Jones com +0,90% e Nasdaq com -1,37%. Na Bovespa o sexto pregão seguido de alta, situação que só ocorreu no início do mês de junho. Fechamos com valorização de 1,50% e índice em 105066 pontos, com Petrobras liderando com valorização de 6,80%.

Na agenda de amanhã teremos o IPC da Fipe da primeira quadrissemana de novembro, as vendas no varejo de setembro e fluxo cambial da semana anterior. Nos EUA feriado do Dia do Veterano.

Boa noite
Alvaro Bandeira