O dia pode começar com os mercados de risco travados, esperando a decisão do FED sobre política monetária e coletiva do presidente Jerome Powell, que ocorre a partir das 15h de Brasília. Ontem, os mercados acionários do mundo tiveram dia de perdas, com os investidores buscando proteção em ativos lastreados em dólar.

Tudo por conta do aumento da contaminação pelo covid-19 e da variante delta, bem mais contagiosa. Além do endurecimento regulatório setorial na China que pode ser estendido além das Techs e educação, e da agenda cheia de eventos que inclui também o PIB dos EUA (do segundo trimestre) e resultados de empresas (aqui também).

Hoje, mercados da Ásia terminaram o dia com comportamento misto, mas a Bolsa de Xangai caindo menos que em sessões passadas, Europa começando buscando recuperação e conseguindo fixar no campo positivo nesse início de manhã e futuros do mercado americano ainda com comportamento misto. Aqui, não deveríamos perder o patamar de 124.000 pontos do Ibovespa, sob pena de precipitar vendas.

Mas o dia deve começar travado e repercutindo resultados das BIG Techs anunciados ontem após pregão encerrado. No geral, vieram positivos, com a Apple, por exemplo, divulgando lucro de US$ 21,7 bilhões no trimestre, maior que o previsto, mas acenando com crescimento menor de vendas no próximo trimestre. Aqui também saíram resultados positivos de CSN e CSN mineração e pode mexer com outras siderúrgicas e Vale.

Na Alemanha, o índice GFK de confiança do consumidor ficou estável em -0,3 ponto, mas a previsão era de +0,5 ponto. Os EUA retomam a discussão sobre uso de máscara em áreas de risco e aglomerações até para vacinados. Lá, a Casa Branca mantém o entusiasmo com a aprovação bipartidária do pacote de infraestrutura proposto por Biden, que deve ter aprovação nos próximos dias.

No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 1,05%, o que induz melhor comportamento de Petrobras aqui, com o barril cotado em US$ 72,40. O euro era transacionado em alta leve para US$ 1,182 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,26%. O ouro e a prata tinham quedas na Comex e commodities agrícolas com desempenho mais para negativo.

Aqui, Bolsonaro oficializou a recriação do ministério do Trabalho, com Onyx Lorenzoni, e a Casa Civil, com Ciro Nogueira, que vai fazer o caminho de sedução ao parlamento e tentar garantir maior tranquilidade. Já os caminhoneiros e transportadores autônomos da Baixada Santista aderiram aos atos de greve, mas a informação é de estradas sem barreiras. Bolsonaro também afirma que não haverá apagão de energia.

A agenda cheia do dia tem potencial de mexer com os mercados de risco. Teremos a nota de política monetária e de mercado aberto, o relatório da dívida pública e o Caged; todos de junho e o fluxo cambial da semana anterior. Nos EUA, sai o saldo da balança comercial de junho, os estoques de petróleo e derivados da semana anterior (ontem estoques API em queda de 4,7 milhões de barris) e a decisão do FED, seguida pela coletiva de Powell.

Expectativa para o início do dia de Bovespa tentando recuperação, dólar ainda fraco e juros em alta refletindo expectativa da Selic na próxima semana.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais