O dia começou bastante tenso para os mercados de risco no mundo, com as Bolsas asiáticas encerrando em queda (exceto Seul), mercados da Europa fracos e futuros dos EUA também trabalhando em queda e induzindo comportamento semelhante para a Bovespa.

Ainda ao longo da manhã, as Bolsas europeias foram recuperando e o mercado americano abriu no negativo, mas melhor que a previsão. Aqui, a recuperação só começou a acontecer na parte da tarde com as ações de bancos melhorando e alta de Vale e siderúrgicas.

Dia ainda mais tenso no que tange ao dólar e juros, ambos em alta, e exigindo duas interferências do Bacen vendendo moeda à vista, em montante pouco maior que US$ 2 bilhões. Os juros dos DIs mostraram altas desde o início do dia.

Motivo: todas as incertezas reinantes, acrescida de discurso mal-humorado do ministro Paulo Guedes, relatado em nosso comentário de abertura. Também houve ruídos e muitos memes nas redes sociais, no que tange a aquisição por Flávio Bolsonaro de uma mansão em Brasília por quase R$ 6 milhões.

No exterior, a Alemanha prorrogou o lockdown até 28/3 e a União Europeia está em contato com o Mercosul para buscar compromisso de sustentabilidade para seguir negociando. Já o FMI declarou que a crise de covid-19 atinge com mais força países com dificuldades estruturais e exportadores de commodities não tão diversificados. Alguma semelhança?

Tanto a leitura do FED americano, como a do BCE (BC europeu), é de que a inflação que acelerou é tipicamente temporária e não gera necessidade de mudar a política monetária. Mas dirigente do FED, Brainard, disse que a inflação é baixa, mas a expectativa se aproxima de 2%. Ela acredita que pode passar de 2%, mas repete ser temporária.

Os EUA também anunciaram parceria patrocinada pelo governo Biden entre a J&J e a Merck para produzir vacinas contra o covid-19 e novas cepas. No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY oscilava em -1,70% e com o barril cotado a US$ 59,61. O euro era transacionado em alta para US$ 1,209 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,42%. O ouro e a prata com altas na Comex e commodities agrícolas com altas na Bolsa de Chicago. O minério de ferro negociado em Qingdao (China) encerrou com alta de 0,57% e a tonelada cotada a US$ 175,55.

No segmento doméstico, começaram a sair notícias sobre a leitura do relatório da PEC emergencial, onde, aparentemente, consta que Marcio Bittar retirou 14 pontos, além da desindexação e desvinculação da saúde e educação. Além disso, em encontro de líderes, foi proposto que o Bolsa Família seja retirado do teto de gastos. A equipe econômica imediatamente se pôs contra isso e o secretário do Tesouro, Bruno Funchal, verbalizou que isso vai na direção da PEC e mostrará desorganização e retira a ideia de previsibilidade.

A Febraban também se manifestou contra ao aumento da alíquota de CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido) e, mais tarde, surgiu a possibilidade de que a carga tributária para as instituições acima de 50% poderia ser considerado confisco e sujeito a contestações jurídicas. O IBGE anunciou o IPP (preço do produtor) de janeiro em alta de 3,36% (anterior em 0,39%), com a inflação em 12 meses de 23%. Todas as atividades registraram altas.

No mercado, dia de dólar muito pressionado como estimamos, exigindo duas intervenções do Bacen, mas sem surtir muito resultado. No final do dia, o dólar encerrou com +1,17% e cotado a R$ 5,666. Na Bovespa, no mês de fevereiro os investidores estrangeiros sacaram liquidamente R$ 6,78 bilhões, mas o saldo do ano ainda segue positivo com ingressos de R$ 16,77 bilhões, mas já esteve acima de R$ 28 bilhões.

No mercado acionário, a Bolsa de Londres terminou o dia com alta de 0,38%, Paris com +0,29% e Frankfurt com +0,19%. Madri e Milão, ao contrário, terminaram com quedas de respectivamente 0,27% e 0,78%. No mercado americano, o Dow Jones com -0,46% e o Nasdaq com -1,69%. Já na Bovespa, tivemos mudanças de sinal na parte da tarde e no fechamento mostrava +1,09% e índice em 111.539 pontos.  Alta de 3,07% para Vale e Itaú com +4,04%.

Na agenda de amanhã, teremos aqui o PIB do quarto trimestre, o índice de atividade PMI de serviços e composto de fevereiro e fluxo cambial de fevereiro. Nos EUA, a criação de vagas no setor privado pela pesquisa ADP de fevereiro, indicadores PMI e ISM de fevereiro, os estoques de petróleo da semana anterior e dados do Livro Bege.

Boa noite.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais