Ontem a Bovespa reagiu e conseguiu manter o patamar de 118 mil pontos do Ibovespa, fechando em alta de 0,97% e com índice em 118.811 pontos (palíndromo). O dólar registrou alta de 0,84%, cotado a R$ 5,72, depois de quase voltar para R$ 5,75. Dow Jones e Nasdaq terminaram o dia com quedas, mas isso não impediu o S&P de bater novo recorde de pontuação intraday.

Hoje os mercados da Ásia encerraram o dia majoritariamente com altas, exceção para Xangai em queda de 0,48%. Europa operando em alta neste início de manhã e futuros dos EUA com comportamento misto, mas todos um pouco afastados das máximas do dia. Aqui, há espaço para buscar o patamar de 120 mil pontos, que temos marcado como importante de ser superado, mas a situação política e o quadro fiscal bastante complicado inibem muito, somando-se a PEC fura-teto que está sendo gestada. O ETF mais líquido do Brasil EWZ mostra contração no mercado americano.

Na China, o superávit da balança comercial de março encolheu para US$ 13,8 bilhões, dos esperados US$ 49,2 bilhões, fruto de exportações em alta de 30,6% e importações crescendo 38,1%. No Reino Unido, a produção industrial cresceu 1% em fevereiro, mas anual encolheu 3,5%. Nos EUA, o líder Schumer declarou que o pacote de infraestrutura atende demandas presentes e introduz o futuro de competição. É provável que seja conseguido acordo bipartidário para aprovação. Na Alemanha, o índice Zew de expectativas econômicas encolheu para 70,7 pontos em abril. A previsão era de 79,5 pontos.

A tensão no Oriente Médio eleva o preço do petróleo na sessão de hoje, por notícias de um ataque do Iêmen contra instalações da Arábia Saudita. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 0,87%, com o barril cotado a US$ 60,22. O euro era transacionado em queda para US$ 1,189 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,67%. O ouro em queda e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas com desempenho positivo na Bolsa de Chicago.

Aqui, a Petrobras segue sem definição de presidente (Silva e Luna deve ser confirmado), diretoria e projetos mantidos ou não; e ainda sobre como lidará com reajustes de combustíveis. Convém dizer que hoje a empresa está bem blindada para intervenções nos negócios. Mas ainda assim, a AGE foi bem complicada nas votações.

Já a PEC gestada, prevê créditos extraordinários para bancar obras fora do teto, com R$ 18 bilhões em rubrica de “outras despesas”, R$ 10 bilhões para redução de jornada de trabalho e salários e R$ 7 bilhões para Pronampe. Despesas da Saúde também fora do teto e da lei de ouro. Portanto, estão criando muitas goteiras nessa PEC fura-teto. Mansueto de Almeida, ex-secretário do Tesouro, diz que o teto sozinho não é suficiente para ajustar o quadro fiscal, que dirá com essas goteiras.

Na agenda do dia, teremos as vendas no varejo de março, pelo IBGE, e nos EUA a inflação pelo CPI (consumidor) de março, a confiança do pequeno empresário de abril e discursos de dirigentes do FED. Além disso, está começando a safra de balanços do primeiro trimestre de 2021 que mexe pontualmente com os preços e indica direção dos próximos trimestres

Expectativa para o dia começando de Bovespa tentando buscar alta, juros e dólar com viés de queda.

Bom dia e bons negócios

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais