Depois de seis pregões seguidos de alta e ganho de cerca de 10000 pontos no índice Ibovespa, os investidores optaram por um pouco mais de cautela na sessão de hoje, mas com algumas empresas ainda com boa performance. Lembramos que no final do dia de ontem tivemos algumas declarações ruins por parte de Jair Bolsonaro e do ministro Paulo Guedes, além de resposta do presidente da Câmara Rodrigo Maia. Portanto, o clima não ficou dos melhores.

Apesar disso, os investidores em todo o mundo continuam aliviados com os seguidos anúncios de vacinas e medicamentos com grande sucesso no desenvolvimento para combater o covid-19, situação que pode colocar as economias com melhor desempenho e recuperação. No entanto, cabe lembrar que na Alemanha e na Rússia tivemos recordes de óbitos nas últimas 24 horas, os EUA e Japão seguem com contaminação crescente e, no Brasil, os hospitais voltam a ter fluxo de internações. A isso podemos acrescentar declarações da OPAS-Organização Pan-Americana de Saúde, dizendo que o covid-19 segue sendo um perigo para a América do Sul.

Na China, o volume de novos empréstimos arrefeceu para US$104 bilhões em outubro, mas não causou transtornos. Já a União Europeia e o Reino Unido não devem conseguir fazer acordo comercial até meados desse mês, o que acabou enfraquecendo a libra e o euro frente ao dólar. Já a Turquia, que esteve em crise, anunciou que vai oferecer oportunidades para investidores estrangeiros no país.

Christine Lagarde, presidente do BCE (BC europeu) disse logo cedo que a política fiscal deve ser o centro dos esforços para estabilização da economia, mas é preciso que todos os setores estejam confiantes nas condições favoráveis. Já o presidente Trump abriu ação judicial para barrar a formalização do resultado das urnas em Michigan, onde a diferença para Biden foi de 146000 votos. A Geórgia é que vai iniciar contagem de votos manualmente, e lá a diferença foi de 14000 votos.

A OPEP, em seu relatório mensal, piorou a previsão de demanda global de petróleo em 9,8 milhões de barris em 2020 e reduziu a oferta de países fora do grupo em 2,43 milhões de barris. Com isso, o rally de preços seguiu forte no mercado internacional. O petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 0,87% (esteve em alta bem mais forte), com o barril cotado a US$ 41,72. O euro era transacionado em queda para US$ 1,177 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 0,98%. O dólar mais forte trouxe quedas para o ouro e a prata na Comex, equanto as commodities agrícolas apresentaram comportamento misto na bolsa de Chicago. O minério de ferro teve alta de 1,87% na China, com a tonelada em US$ 124,56.

No segmento doméstico, o IBGE anunciou as vendas no varejo de setembro, com expansão de 0,6%, menor que a mediana das projeções, e, no comparativo com o mesmo período de 2019, com alta de 7,3%. O varejo restrito ficou estável no ano e, em 12 meses, com +0,9%. O varejo ampliado teve alta em setembro de 1,2% e +7,4% contra igual período de 2019. No ano, ainda mostra queda de 3,6% por conta do setor automotivo. De qualquer forma, foi a quinta alta mensal seguida, mas mostrou perda de ímpeto.

A Anvisa, que tinha suspendido teste do coronavac, voltou a autorizar hoje novos testes. Função da recente alta do petróleo a Petrobras anunciou alta da gasolina a partir de amanhã de 6,0% e do diesel de 5,0%. O Bacen também indicou que o fluxo cambial até 06/11 ficou negativo em US$ 186 milhões, deixando o ano com fluxo de saída de US$ 20,19 bilhões. Pelo canal financeiro, houve ingresso até 06/11 de US$ 1,2 bilhão, mas no ano as saídas somam US$ 51,51 bilhões. A posição cambial líquida estava em US$ 298,8 bilhões e os ganhos em novembro com swap cambial estavam em R$ 11,4 bilhões.

No mercado, dia de dólar oscilando bastante e fechando com queda de somente 0,12%, cotado a R$ 5,403. Na Bovespa, na sessão de 09/11 (declaração de Biden vencendo nas urnas), os investidores estrangeiros ingressaram com R$ 4,5 bilhões, maior aporte diário desde 2007, deixando o saldo de novembro positivo em R$ 7,76 bilhões, mas o ano segue com saídas liquidas de R$ 77,13 bilhões.

No mercado acionário, dia de alta de 1,35% da bolsa de Londres, Paris com +0,48% e Frankfurt com +0,40%. Madri e Milão com altas de 1,07% e 0,68% respectivamente. No mercado americano, o Dow Jones com queda de 0,07% e Nasdaq com +2,01%. Na Bovespa, dia indefinido e com viés mais para negativo, fechando com -0,24% e em 104810 pontos.

Na agenda de amanhã o Tesouro faz leilão tradicional de LTNs e NTNs-F e o IBGE divulga o volume de serviços prestados em setembro. Nos EUA, a inflação medida pelo CPI de outubro, os pedidos de auxílio desemprego da semana anterior, os estoques de petróleo e derivados, além do resultado fiscal de outubro. Ainda teremos discursos de dirigentes do FED.

Boa noite.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais