Ontem a Bovespa conseguiu firmar alta na parte da tarde acima dos 118 mil pontos do Ibovespa, encerrando em alta de 0,59% e índice em 118.313 pontos, como vínhamos informando ser possível atingir. Agora, abrimos objetivo em 120 mil pontos. Dólar encerrou com boa queda de 1,23% e cotado a R$ 5,57, seguindo comportamento fraco do dólar no exterior, por conta da retração nos juros.

Hoje mercados da Ásia encerraram o dia majoritariamente com quedas, mas Tóquio valorizou 0,20%. Europa operando no início do dia com quedas, mas já passando para o campo positivo. Os mercados futuros americanos com comportamento misto nesse início de manhã. Aqui, precisamos firmar passagem pelos 118 mil pontos para forçar a recuperação até a faixa de 120 mil pontos.

Na China, durante a madrugada, foi anunciada a inflação de março pelo CPI anual de 0,4%, quando o previsto era +0,3%. Já o PPI (atacado) observou alta anual de 4,4%, com a inflação de março subindo para 1,6%. Na Alemanha, a produção industrial de fevereiro encolheu 1,6%, de previsão de ficar em 1,1%. O superávit da balança comercial de fevereiro foi de 19,1 bilhões de euros, fruto de exportações maiores em 0,9% e importações de +3,6%.

O BCE (BC europeu) indica que o comportamento do PIB no primeiro trimestre foi pior que o previsto, mas espera o segundo semestre de forte recuperação da região. Temos agora uma crise entre a Itália e a Turquia, por conta do primeiro-ministro Draghi ter chamado Erdoğan de ditador. O embaixador turco foi chamado ao país.

Nos EUA, seguem as discussões sobre o pacote de infraestrutura de US$ 2,3 trilhões, que Biden quer bipartidário e aceita sugestões sobre elevação da carga tributária. No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostra agora alta de 0,3%, com o barril cotado a US$ 59,62. O euro era transacionado em alta para US$ 1,189 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,635%. O ouro e a prata com novas quedas na Comex e commodities agrícolas com viés positivo na Bolsa de Chicago.

Aqui, o relator do orçamento de 2021, Marcio Bittar, se defende dizendo que as emendas colocadas no orçamento foram acertadas com o Executivo, e que Bolsonaro avaliou tirar o Bolsa Família do teto de gastos. Aliás, o presidente tem gerado expectativa de que pode vetar trechos do orçamento e isso tem provocado ruídos nas lideranças do Congresso. Já o secretário do Tesouro, disse que o melhor seria vetar parte do orçamento para acabar com ruídos, e que da forma que está é inexequível.

O dia contempla a divulgação do IPCA de março, com a inflação oficial em 12 meses superando a meta de inflação. Sai também a primeira prévia do IGP-M de abril e nos EUA o PPI de março, estoques no atacado e relatório da USDA de oferta e demanda agrícola.

Expectativa é de que a Bovespa possa seguir em alta com maior volume de risco dos investidores, dólar e juros fracos, apesar das quedas recentes.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais