São Paulo, 21 de dezembro de 2015 – O dólar comercial fechou em alta de 1,89%, cotado a R$ 4,0240 na venda, com a desconfiança do mercado com o novo ministro da Fazenda, Nelson Barbosa. Segundo analistas, o novo ministro não passa confiança de quem vai conseguir cumprir a meta fiscal e fazer um superávit que todos acreditam ser necessário.

“O novo ministro fez uma conferência com investidores e falou o que eles queriam ouvir, falou de superávit, cumprir meta fiscal em 2016, mesmo que menos audaciosa, o Banco Central com total autonomia de cumprir a meta de inflação, porém, apesar do discurso, o mercado acha que a dificuldade de aprovar medidas no Congresso e enfrentar o próprio partido será tarefa difícil”, diz Álvaro Bandeira, economista-chefe do Home Broker Modalmais.

Na opinião de Marcos Trabbold, diretor de câmbio da B&T Corretora, a alta do dólar é creditada ao “efeito Barbosa”. “Se estava difícil com Levy, vamos ver com o Barbosa, os investidores entendem que ele no comando representa um afrouxamento da política fiscal, mas vamos ver como vai seguir nos próximos dias”, afirmou.