O principal índice da bolsa paulista caía nesta segunda-feira, com o mercado ainda pressionado pelo cenário político local após as denúncias que vieram à tona na semana passada envolvendo o presidente Michel Temer.

Investidores aguardam a análise prevista para quarta-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) de pedido de suspensão do inquérito contra Temer por corrupção passiva, organização criminosa e obstrução da Justiça. A investigação foi aberta com base em acordo de delação fechado pelo empresário Joesley Batista, um dos controladores da JBS.

Temer voltou a afirmar que não deixará o cargo, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, embora siga enfrentando pedidos de impeachment e crise em sua base de apoio, o que pode dificultar sua governabilidade caso permaneça no cargo.

“O PSDB e o DEM acabaram não realizando suas reuniões para seguir ou não na base de apoio do presidente, mas em compensação a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) pediu seu impeachment e o PSD saiu da base do governo”, escreveu o economista-chefe da corretora Modalmais, Alvaro Bandeira, em nota a clientes.

Fonte: DCI Online, Finanças – 22/05/2017