Depois de cinco altas consecutivas, a Bovespa cedeu a um leve movimento de realização de lucros nesta terça-feira, 14, e fechou em baixa de 0,38%, aos 66.712,88 pontos. A correção foi concentrada nas ações da Vale, principais alvos das ordens de venda no dia. Em contrapartida, os papéis da Petrobras subiram e amenizaram o efeito das perdas da mineradora. Os negócios totalizaram R$ 8,75 bilhões.
A principal expectativa do dia girava em torno da participação da presidente do Federal Reserve, Janet Yellen, no comitê de bancos do Senado dos Estados Unidos. O discurso aparentemente mais hawkish (duro) da comandante do BC norte-americano chegou a aprofundar o movimento de baixa, levando o Ibovespa a cair até 1,07%. Uma segunda leitura, no entanto, favoreceu uma recuperação do índice, que voltou a testar o patamar dos 67 mil pontos.

O discurso foi um pouco mais duro, deixando claro que a elevação dos juros será discutida em todas as reuniões. Mas seria imprudente promover um aperto monetário já na reunião de março, antes que se conheça bem quais serão as medidas fiscais que Donald Trump tomará, disse Alvaro Bandeira, economista-chefe da Modalmais.

Veja a íntegra desta matéria na Isto é Dinheiro em 14/02/2017