São Paulo – O Ibovespa zerou a alta do dia no final do pregão e fechou subindo 0,1% a 68.355,12 pontos, após o governo antecipar o anúncio da nota meta primária das 10h de amanhã para 18h de hoje, trazendo temores para o mercado de que o número revisado pode ser maior do que um déficit primário de R$ 159 bilhões, que seria o “limite” dado pelas agências de classificação de risco para rebaixar a nota soberana brasileira.

“Há muita incerteza com a meta fiscal, havia temores de que o governo anunciasse um déficit maior que R$ 170 bilhões, mas o [Henrique] Meirelles refutou essa especulação, mas não fechou a especulação de que pode ser próximo disso”, comentou o economista da Guide Investimentos, Ignácio Crespo.

Segundo o economista da Homebroker Modalmais, Álvaro Bandeira, a própria fala de Meirelles ao “surgir com o número de R$ 170 bilhões” pode ser vista com ceticismo, uma vez que “até então, todo o mercado trabalhava com o número de R$ 159 bilhões”. “Ele pode ter falado do R$ 170 bilhões para abrir brecha para uma meta acima de R$ 159 bilhões como R$ 165 bilhões”, disse Bandeira.

fonte: Agencia CMA, 15/08/2017.