pequeno-investidor

Possibilidades de troca de governo faz preços subirem, mas analistas alertam sobre riscos de investir.

A euforia da Bolsa nos últimos dois meses contaminou os pequenos investidores. A participação de pessoas físicas entre os investidores saltou de 11,9%, em dezembro, para 16% em abril.Os estrangeiros, que entraram com força em março e chegaram a 55,3%, agora são 51%,mesmo nível de dezembro. O que ambos viram, em momentos diferentes, foi uma oportunidade de ganhos com a crise política e o andamento do impeachment contra a presidente Dilma. Em março, o Ibovespa subiu 17%.Em abril, outros 7,7% — mas é sempre importante lembrar que, para a pessoa física, a decisão de investimento em ações deve ter sempre
foco no longo prazo.

RodrigoPuga,sócio do Modalmais, ainda vê possibilidade de novas valorizações. “Quantomais palpável o impeachment ficar, mais o mercado vai se animar”, projeta.

Veja o artigo na integra