Setor financeiro investe em bancos digitais sem agência

Abrir conta pelo celular ou contatar gerente pelo WhatsApp são diferenciais

De olho nos consumidores que procuram agilidade e menos burocracia para abrir contas, fazer aplicações e obter crédito , bancos de menor porte estão investindo milhões para se tornarem cada vez mais digitais. Sem agência fisícas, apostam na internet como ferramenta para crescer e fisgar a clientela dos grandes bancos, onde mais de 70% das transações já são realizadas pela web.

A utilizações dos serviços digitais não é mais uma tendência, mas uma realidade. Não tem volta e os grandes bancos é que vão ter que se mexer novamente para não perder clientes para esses chamados bancos digitais.

Há 20 anos no mercado, o banco de investimento Modal criou, em outubro passado, um canal de investimento digital para o varejo. Trata-se do home broker modalmais. Esperava atrais 2 mil pessoas em 12 meses, mas em apenas três meses a meta foi batida. A plataforma oferece investimento em títulos do Tesouro Direto, fundos e produtos do banco, como remessa de câmbio. É possível investir pela plataforma a partir de um mínimo de R$ 1 mil em CDB, por exemplo. Há novidades tecnológicas como a possibilidade de conversar com o gerente via WhatsApp.

– Não vimos esse recurso do WhatsApp em nehum outro banco do mundo. Não temos a intenção de ser um banco de varejo, mas essa feramenta digital nos fará crescer nesse segmento – diz Rodrigo Puga – sócio responsável pelo modalmais.

Veja o artigo na integra