Os balanços devem ser o centro das atenções dos investidores no mercado local nesta terça-feira, após a divulgação de números de empresas importantes. Mas a abertura dos trabalhos da CPI da Covid, com o depoimento do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também deve chamar atenção.

Em relação aos resultados, destaque para o Itaú Unibanco, que teve lucro líquido recorrente de R$ 6,398 bilhões no primeiro trimestre deste ano, 63,6% mais em relação a igual período de 2020. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, a cifra subiu 18,7%.

A carteira de crédito total do Itaú avançou 4,2% nos três primeiros meses deste ano ante o trimestre anterior, para R$ 906,354 bilhões. Em um ano, foi identificada alta de 15%.

A Localiza registrou ganhos de R$ 482,3 milhões entre janeiro e março, avanço de 108,9% na comparação anual. O Ebitda alcançou R$ 805,8 milhões, alta de 27,4% sobre igual intervalo de 2020. A margem Ebitda consolidada sobre as receitas de aluguel alcançou 63,9% no primeiro trimestre, alta de 8,8 pontos porcentuais na mesma base de comparação.

A PetroRio fechou o primeiro trimestre deste ano com prejuízo de R$ 65,79 milhões, perda 7% superior às perdas do ano passado. O Ebitda ajustado, considerando a adoção das normas contábeis IFRS 2016, ficou em R$ 448,723 milhões, alta de 146% em comparação ao primeiro trimestre de 2020.

Excluídas as normas IFRS 16, o Ebitda ajustado ficou em R$ 407,72 milhões, alta de 176% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. A geração de caixa operacional foi favorecida pela desvalorização do real frente ao dólar, já que 97% da receita da PetroRio é calculada em dólar, enquanto os gastos são em real.

 

Pague Menos, Marcopolo e JSL

A rede de drogarias Pague Menos foi outra a apresentar seus resultados, com lucro líquido de R$ 44,2 milhões, atingindo alta de 379,9% ante o mesmo período do ano passado. O Ebitda somou R$ 159,3 milhões, ganho de 27,1% na comparação com os meses de janeiro a março de 2020. A margem Ebitda cresceu 1,2 ponto porcentual, para 8,3%.

A Marcopolo teve prejuízo líquido de R$ 14,7 milhões, ante lucro líquido de R$ 10,7 milhões registrado no primeiro trimestre de 2020. O Ebitda totalizou R$ 23,5 milhões entre janeiro e março, queda de 76,9% ante igual etapa de 2020.

A JSL registrou lucro líquido ajustado recorde de R$ 47,7 milhões no primeiro trimestre deste ano, alta de 408% em relação ao mesmo período do ano passado e de 56,4% ante o quarto trimestre. O Ebitda atingiu R$ 127,8 milhões, alta de 15,9% na comparação anual e de 5,5% em relação ao final de 2020.

Fora dos balanços, a Petrobras assinou contrato com a São Francisco Energia, subsidiária da Global Participações em Energia, para a venda das três usinas termelétricas (UTEs) movidas a óleo combustível localizadas no Polo Camaçari (BA), por R$ 95 milhões.

A EcoRodovias atualizou seus dados de tráfego semanais. Entre os dias 26 de abril e 2 de maio, o movimento consolidado nas rodovias teve alta de 51,7% ante o mesmo período de 2020. Levando em conta somente o total comparável, excluindo a Ecovias do Cerrado, o movimento foi 38,7% maior.

A Energisa vai receber da São João Energética R$ 110,2 milhões, valor que deve ser corrigido pelo IPCA e acrescido de juros de 1% ao mês, a contar de 22 de outubro de 2016. A São João também terá que ressarcir os custos e despesas incorridas que a holding teve com a arbitragem entre as duas empresas, que fizeram negócios em 2014 envolvendo ativos avaliados em R$ 1,4 bilhão.

Agenda Econômica

Em um dia mais fraco em indicadores econômicos, o IBGE divulgou o Índice de Preços ao Produtor (IPP), que inclui preços da indústria extrativa e de transformação, com alta de 4,78% em março. A alta de fevereiro foi revisada de 5,22% para 5,16%.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, participa de audiência pública no Congresso, no mesmo dia em que será apresentado o relatório da Reforma Tributária.

Por Equipe Eleven Financial