Depois de começar a semana em queda, as bolsas norte-americanas iniciaram a terça-feira em ligeira alta, apontando recuperação enquanto operam em compasso de espera. A expectativa está na divulgação, programada para esta quarta-feira, 19, da ata da última reunião do Federal Reserve, que poderá dar pistas sobre como a instituição agirá diante da alta de inflação. Na Ásia, a tensão com o aumento dos casos de Covid não impactou os resultados das bolsas.

Essa onda positiva deve refletir em bons resultados aqui no Brasil, favorecendo para que o Ibovespa feche em alta pelo quarto dia consecutivo. Ontem, o principal índice da Bolsa brasileira encerrou o pregão com 122.937 pontos, alta de 0,87%.

A temporada de divulgação de resultados foi encerrada com as últimas empresas apresentando seus balanços. A incorporadora Gafisa reverteu seu prejuízo líquido de R$ 25,5 milhões do primeiro trimestre de 2020, gerando um lucro líquido de R$ 12,9 milhões. A receita líquida subiu 137,3%, fechando em R$ 170,1 milhões.

Linx

Já a Linx teve prejuízo de R$ 6,87 milhões nos três primeiros meses de 2021. Mesmo assim, um resultado melhor que o mesmo período de 2020, com baixa de 24%. Entre os indicadores positivos, estão o aumento de sua receita líquida, que cresceu 10%, no comparativo anual, e alta de 24% no Ebitda, alcançando R$ 46,3 milhões.

 

Mosaico

Em comparação ao primeiro trimestre de 2020, a Mosaico, dona dos sites Buscapé, Zoom e Bondfaro, teve queda de 68,1% no lucro líquido ajustado. Passou de R$ 8,9 milhões, para R$ 2,9 milhões. A receita bruta mostrou avanço de 18,3%, na comparação com o mesmo trimestre de 2020, saindo de R$ 49,1 milhões para R$ 58,1 milhões no 1T21.

 

Cruzeiro do Sul

No primeiro trimestre do ano a Cruzeiro do Sul teve alta de 210% em seu lucro líquido ajustado, correspondendo a R$ 31 milhões. Sem as despesas não recorrentes, o lucro foi de R$ 16,3 milhões, ante o prejuízo de R$ 33,3 milhões do ano passado. O Ebitda ajustado ficou em R$ 125 milhões, alta de 30,8%, com margem de 29,7%.

 

Enjoei e Méliuz

As plataformas digitais Enjoei e Méliuz tiveram forte queda em suas ações, consequência da apresentação dos seus resultados, nesta segunda-feira, 17. Os ativos da Enjoei fecharam em queda de 8,19%, após baterem mínima de 10,05%. Já os papéis da Méliuz caíram 7,09%.

A Enjoei viu o seu prejuízo subir de R$ 1,3 milhão para R$ 31 milhões no primeiro trimestre de 2021. Já sua receita líquida teve alta de 54% na comparação anual, fechando em R$ 24,2 milhões. O resultado negativo, segundo a empresa, foi devido ao aumento dos gastos na captação e retenção de usuários, oferecendo subsídios e frete grátis.

No caso da Méliuz, o impacto negativo ficou por conta da queda de 51,2% em seu lucro líquido na comparação anual, passando de R$ 6,2 milhões para R$ 3,01 no primeiro trimestre. O crescimento na base de usuários também foi o motivo para o aumento das despesas. A companhia abriu cerca de 2,4 milhões de contas, enquanto o número de usuários ativos subiu 226%.

 

GetNinjas

Em sua estreia na B3, as ações da GetNinja fecharam em baixa de 3,75%, após oscilação de 2,25% de máxima e mínima de 8,25%. A plataforma digital que faz a ponte entre profissionais autônomos e clientes, precificou suas ações em R$ 20,00 na última semana. Um valor abaixo da faixa indicativa definida pelos coordenadores, que variava de R$ 24,90 a R$ 33,50. A operação captou R$ 550 milhões.

Guia de Recomendações

Todas nossas recomendações foram atualizadas de acordo com os números apresentados nesta temporada. Neste momento, nada menos do que 120 companhias estão com recomendação de compra.

Outro ponto de atenção no mercado nacional são os desdobramentos da CPI da Covid, que, nesta semana, tem agendada depoimentos importantes. A começar por hoje, com a presença do ex-chanceler, Ernesto Araújo.

Também nesta terça-feira, o Ministério da Economia deve anunciar a revisão da projeção do PIB, passando dos atuais 3,2% para 3,5%.