Outubro foi marcado por diversos cenários de incertezas e apreensões. Nos EUA foram principalmente as eleições, com a possível vitória de Biden e o risco de judicialização dos resultados, mais a dúvida sobre quem será a maioria na Câmara e o Senado. Já na Europa, temos a nova onda de COVID e suas medidas de distanciamento. No cenário interno, a indefinição do cenário fiscal, as discussões sobre o Renda Brasil e seu financiamento, a preocupação com o crescimento da economia e as pressões sobre a inflação foram um dos principais temas e o Ibovespa, que chegou a superar os 100 mil pontos (+ de 7% de alta), devolveu toda a sua alta encerrando o mês com um retorno negativo, caindo um pouco mais de 0,6%. Já o dólar encerrou o mês com uma alta maior que 2,0%.

Os desempenhos nas posições de moedas e também alguns setores foram destaques nas carteiras dos gestores como: alugueis de carros, papel/celulose e tecnologia. Algumas das ações mais citadas no relatório foram: Magazine Luiza e Localiza, Unidas, Mercado Livre, Suzano.

Em estratégias de ações, como da gestora ARX, além de exportadoras, aumentaram o share em e-commerce e também entraram no IPO do Grupo Mateus. Apex destacou suas carteiras com exposições setoriais relevantes para consumo cíclico, materiais básicos e serviços financeiros.

Em estratégias de Sustentabilidade, Bradesco Asset destacou que as maiores alocações estão em Serviços Públicos, Bancos e Consumo. A gestora 4um para a estratégia de dividendos destacou o desempenho dos bancos, impulsionados pela divulgação de resultados de algumas empresas, e também do setor de Utilities, resiliente em momentos de stress no mercado. E Trivèlla M3 entrou em novembro com parte do patrimônio hedgeado, com portfólio voltado para smallcaps, diversificado em setores chave da economia como indústria, commodities, varejo, financeiro e logística.

Já para as estratégias quantitativas, que se destacam em períodos de volatilidade, a gestora Quantamental, tem suas perspectivas para novembro nos robôs especialistas em analisar balanço de empresas, robôs com foco em detectar turnaround companies, com sua exposição comprada no setor de Utilidades Públicas, e robôs para surfar boas tendências no mercado de ações.

GEO Empresas que possuem investimentos no exterior terminou o mês com 26 empresas investidas, com destaque para os setores de Serviços Financeiros, Mídia e Alimentos/ Bebidas. E BB Asset destacou os top holdings da estratégia em 31/10/2020: Pimco GIS Income Fund; JP Morgan Global Bond Opportunities Fund; Schroder Global Multi Credit Fund; MFS Global Bonds Fund e Pictet World Government Bonds.

Em nossa plataforma modalmais de fundos também temos gestoras que possuem estratégias em BDRs, como BB Asset, que foi impactada pelo fraco desempenho do setor de biotecnologia (ações da Vertex Pharmaceutical, Agmen e Gilead Sciences), mas Alexion Pharmaceuticals contribuiu positivamente. Real Investor reforçou posições, sendo que os setores de Bancos, Utilities, Propriedades e Varejo, representam mais de 50% da carteira.

 

Confira o relatório completo: Acessar relatório completo

 

Este material foi elaborado pela Modal DTVM Ltda. (“Modalmais”), empresa do Grupo Modal, em caráter meramente informativo, não constituindo e nem devendo ser interpretado como material promocional, solicitação de compra ou venda, oferta ou recomendação de qualquer ativo financeiro, investimento, sugestão de alocação ou adoção de estratégias por parte dos destinatários.