Ação é como uma fração do capital social de uma empresa. Isso significa que, ao “comprar” uma ação, você se torna uma espécie de sócio do negócio em questão. Ou seja, você tem direito de participar dos lucros e prejuízos, como qualquer empresário.

As ações são os mais conhecidos ativos de renda variável. No entanto, na hora de investir, muitas pessoas ainda têm dúvidas e algumas inseguranças em relação aos papéis.

Normalmente, ativos como ações são recomendados para perfis de investimento moderados ou arrojado. No entanto, não significa que não existam medidas e estratégias para reduzir o risco dessas operações.

Se você pretende começar a operar na Bolsa de Valores e precisa entender a fundo como as ações funcionam, esse artigo é para você!

 

Boa Leitura!

 

O que são as ações da Bolsa de Valores

Aprenda o que são ações e como esses ativos funcionam.

 

Ser sócio de uma empresa através da Bolsa de Valores é muito menos burocrático e mais barato do que realizar alterações em contratos sociais, por exemplo.

O investidor também dispõe de maior mobilidade. Isto acontece pois a liquidez do mercado de ações permite que você se retire da sociedade e resgate seu capital investido sem maiores dificuldades burocráticas.

Ou também permite a migração para um negócio mais atrativo para você, sem complicações.

É importante ressaltar: as ações são um ativo de renda variável. Isso significa que não há garantia de rentabilidade; é um investimento mais indicado para perfis arrojados.

As ações são negociadas exclusivamente na Bolsa de Valores – a B3, no caso do Brasil. Assim, é preciso realizar a compra e venda das ações através de uma corretora autorizada a operar na Bolsa, como a modalmais.

É possível lucrar de duas maneiras ao investir em ações.

Em primeiro lugar, com a valorização dos ativos: você compra ações de uma empresa, o preço por ação sobe e você vende os ativos, obtendo lucro.

Já, em segundo lugar, com alguns tipos de ações, também é possível lucrar com dividendos, isto é, o pagamento mensal da participação nos lucros da companhia.

Também existem ações que garantem ao investidor o direito de voto na assembleia. O peso do voto será definido pela quantidade de ações que você comprou.

 

Qual o significado e conceito de uma ação

A ação é a menor parcela do capital social de uma empresa ou sociedade anônima, isto é, o resultado da divisão do patrimônio da companhia em partes iguais.

Dessa maneira, a ação é um título patrimonial, que garante ao acionista todos os direitos e deveres de um sócio. Esse é o dinheiro que paga equipamentos, funcionários, e matéria-prima, por exemplo.

Portanto, uma empresa que decide abrir seu capital oferece frações do patrimônio na bolsa de valores, buscando captação de fundos dos investidores.

Algumas pessoas também se referem a ações como papéis ou títulos.

 

O que é a B3

O nome B3 significa “Brasil, Bolsa, Balcão”. É uma empresa que resultou da fusão entre a Cetip e a BM&FBovespa.

A união aconteceu em março de 2017. A B3 se tornou uma das maiores empresas de infraestrutura e tecnologia para o mercado financeiro do mundo.

Hoje, todas as negociações de ações no Brasil são realizadas através da Bolsa de Valores do Brasil, pela qual a B3 é responsável.

As transações são realizadas, atualmente, de maneira completamente online. As oscilações do índice Ibovespa — principal medidor de performance da renda variável — são medidas em tempo real. Você pode acompanhar através desse link.

 

Como operar ações na Bolsa de Valores

Entenda melhor a dinâmica do mercado de ações.

 

Ação é um título de renda variável. Isso significa que, apesar de existir inúmeras projeções, não podemos prever com exatidão qual será a rentabilidade do papel.

Ao comprar uma ação, você está assumindo os riscos com aquela empresa, da mesma forma que seus donos. Por isso é tão importante estudar o mercado e a gestão da companhia, antes de investir.

As ações nas quais você investiu podem se manter relativamente estáveis, valorizar ou desvalorizar. Essas oscilações são muito dinâmicas; portanto é recomendado acompanhar os valores de perto.

Existem muitas estratégias distintas para investir em ações, dependendo do seu objetivo. Em geral, busca-se papéis que estão baratos (abaixo do “valor justo”, apontado por especialistas). Assim, você lucra com a valorização dos títulos.

Um ótimo exemplo disso é a Magazine Luiza. Em março de 2017, os papéis da varejista estavam cotados entre R$ 4 e R$ 5. Hoje, em dezembro de 2019, esse valor já alcançou quase R$ 50, e a tendência é de crescimento contínuo.

 

Veja o gráfico da cotação MGLU3:

Gráfico Magazine Luiza

Fonte: Google Finanças – 23 Dez de 2019 – 10:29 BRT

 

Algumas ações também oferecem ao investidor o direito de receber dividendos. Trata-se de uma participação nos lucros da empresa, que podem ser mensais, trimestrais, semestrais ou anuais. Nesse caso, o ideal é investir em empresas estáveis e solidificadas no mercado.

 

O que é Dividend Yield?

Esse indicador, conhecido também pela sigla DY, representa a relação entre o valor distribuído e o preço da ação.

Para calcular esse índice, basta dividir o dividendo anual por ação pelo preço de cada ação. Para saber se o resultado é atrativo ou não, esse índice é normalmente comparado à taxa Selic.

 

Investir em ações é arriscado?

Entender os riscos é o primeiro passo para aprender como mitigá-los.

 

Quando você investe em renda variável, como é o caso das ações, sempre estará exposto a alguns riscos. Isso acontece pois não há como ter certeza de que o ativo se comportará como previsto. No entanto, investir em ações está longe de ser uma aposta cega.

Existem inúmeros especialistas no mercado financeiro que realizam diferentes análises e estratégias, buscando identificar as melhores oportunidades. O melhor é que essa informação chega até você, através de carteiras recomendadas e relatórios de mercado.

Assim, o primeiro passo para investir em ações de forma segura é se manter antenado nas últimas notícias do mercado financeiro. O recomendado é que você acompanhe os principais portais de notícias do ramo. Sempre procure verificar a fonte das informações. Infelizmente, o mercado financeiro é repleto de conflitos de interesses.

É possível aplicar em ações com relativa segurança quando você possui uma estratégia definida e monitora os acontecimentos políticos e econômicos de perto.

Claro, existem também estratégias de alto risco, que buscam rendimentos maiores no curto prazo. Por exemplo, o day trade e a alavancagem.

Esses são métodos perfeitamente válidos, embora sejam mais recomendados para investidores experientes e com maior tolerância aos riscos.

 

Inicie na bolsa com os fundos de ações

Caso você ainda não sinta confiança para escolher os melhores ativos para sua carteira, também existe a possibilidade de trabalhar com um fundo de ações.

Nesse tipo de fundo de investimento, a alocação do patrimônio é realizada e administrada por um grupo de especialistas. O investidor compra uma cota do fundo e precisa apenas acompanhar os relatórios mensais da gestão.

Os fundos também são uma ótima maneira de diversificar sua carteira de investimentos com um aporte inicial mais acessível. A seguir, vamos falar um pouco mais sobre porque isso é importante.

 

A importância de diversificar suas ações

A diversificação é uma das principais ferramentas para reduzir o risco de investimentos em renda variável – como as ações. O princípio aqui é seguir a máxima: “não coloque todos os ovos em uma única cesta”.

Quando seu patrimônio está alocado em ativos distintos, você não terá um prejuízo tão grande, caso haja queda em algum deles. Veja esse exemplo abaixo.

Imagine que você investiu R$ 5 mil em ações da Petrobras, antecipando a alta prevista para esse ano. No entanto, o papel desvalorizou, e seu patrimônio agora vale menos do que antes.

Agora, vamos supor que você investiu apenas uma parcela de R$ 1 mil, desse montante, em ações da Petrobras.

O restante, você aplicou em um fundo de renda fixa (que tem rentabilidade garantida, mesmo que baixa) e em algumas outras ações, como as da Magazine Luiza e da Vale, que valorizaram.

Você ainda ficou um pouco no prejuízo com as ações que caíram. No entanto, a perda foi muito menor, e a alta dos outros ativos pode ter coberto ou até mesmo ultrapassado o prejuízo.

Por isso, é muito importante aplicar tanto na renda fixa quanto na variável. E, claro, escolher diferentes ativos dentro dessas duas categorias.

 

Ótimas ações de 2019

Conheça as ações que impressionaram em 2019 e prometem para 2020.

 

Antes de começar a falar quais foram as melhores ações para investir em 2019, é importante ressaltar um ponto. Em renda variável, rentabilidade passada não é garantia de boa performance no futuro.

Portanto, dessa forma, pode ser que ações que performaram bem esse ano, não sejam tão atrativas no próximo ano.

No entanto, a observação das tendências de performance do mercado é uma das estratégias utilizadas na avaliação de boas oportunidades em ativos. Com isso em mente, vamos conferir quais foram as ações mais vantajosas no ano:

 

Ações Petrobras (PETR3  e PETR4)

Em 2018, a Petrobras teve um ótimo ano. No entanto, a rentabilidade não alcançou as expectativas dos especialistas nos meses pós-eleição.

A queda, no entanto, demonstra que existe espaço para crescimento. As ações da Petrobras estão entre as mais negociadas na Bolsa de Valores esse ano.

 

Ações Vale (VALE3)

Desde a reestruturação da empresa em 2017, houve uma valorização imensa da Vale. Os papéis estão atingindo os topos de rentabilidade da Bovespa.

Com a tendência de alta no dólar americano, ou até mesmo da valorização do minério produzido pela Vale, esses papéis tendem a continuar subindo.

Porém, é interessante lembrar: essa é uma das maiores mineradoras da atualidade, sendo o primeiro lugar na produção de minério de ferro, pelotas e níquel.

 

Ações Magazine Luiza (MGLU3)

As ações da varejista Magazine Luiza têm apresentado crescimento impressionante nos últimos 4 anos. Mesmo que o período da grande valorização já tenha passado, a varejista ainda é uma boa alternativa de investimento.

E isso acontece pois a empresa vem investindo pesado, tanto em inovações no setor, quanto na boa gestão.

 

Ações Via Varejo (VVAR3)

Apesar do susto que a possibilidade de fraude contábil causou, agora em dezembro, a expectativa é que as ações da Via Varejo continuem crescendo.

Se você não acompanhou o evento, as ações VVAR3, que estavam em alta de 8,14% até o penúltimo sinal da bolsa, fecharam em queda de 3%.

Especialistas mantém a recomendação de compra, e indicam potencial de valorização de 20%, frente ao fechamento do dia 12 de dezembro. Ainda assim, esse papel está mais barato, em relação às concorrentes.

 

Ações ItauSA (ITSA4)

As ações do Banco ItauSA se destacam entre as maiores pagadoras de dividendos dos últimos 5 anos, com média de 8.06%. Os pagamentos são realizados mensalmente, um diferencial muito procurado por quem pretende viver dos rendimentos.

Especialistas indicam que essa continua sendo uma ótima opção para 2020.

 

Ações Banco do Brasil (BBAS3)

Nesse ano, o Banco do Brasil votou à carteira, com expectativa de crescimento forte junto à retomada da economia e o aumento do crédito.

A estatal continua sendo uma ótima recomendação para o ano que vem, visto que especialistas apontam as ações como “descontadas”, ou seja, mais baratas que o normal, com tendência de valorização.

 

Como operar ações na Bolsa

Aprenda como investir em ações usando o Home Broker da modalmais.
Primeiramente, você precisará abrir sua conta. Não se preocupe: é um processo rápido e completamente gratuito.

Já se cadastrou? Ótimo!

Agora, é só realizar o login e acessar nosso Home Broker. Essa é uma plataforma online utilizada para negociar na Bolsa de Valores. Toda operação com ações precisa ser feita através de uma plataforma home broker.

No Home Broker, você irá buscar o código da ação na qual deseja investir. Após encontrar, basta especificar a quantidade de papéis e sua oferta de compra, e enviar a ordem. Assim que alguém aceitar realizar a venda, os títulos são transferidos para você.

E o melhor? A corretagem no nosso Home Broker é fixa. Dessa forma, você não terá surpresas desagradáveis que vão impactar nos seus rendimentos.

 

Conclusão

Agora você sabe um pouco mais sobre o funcionamento do mercado de ações.

 

Investir em ações pode ser intimidador no começo, mas é bem mais simples do que parece. Basta pesquisar sobre os ativos disponíveis e acompanhar as notícias do mercado financeiro.

É possível encontrar ótimas recomendações de investimento, através das carteiras sugeridas. Ou, até mesmo, investir em um fundo de ações, simplificando o processo e diversificando sua carteira com um aporte menor.

Investir em ações com a modalmais é muito mais fácil do que você imagina. Abra a sua conta e comece a operar ações na Bolsa de Valores.

 

Nova call to action