O agente autônomo de investimentos é um profissional que distribui investimentos disponíveis em uma plataforma de investimentos.

Essa profissão é pouco conhecida e pode ser a sua oportunidade de empreender.

No Brasil, estima-se que há cerca de 8,8 mil agentes autônomos de investimentos. Um número baixo em comparação com os EUA, onde mais de 1,3 milhões de assessores financeiros.

Com os juros baixos, a tendência é que os brasileiros saiam da poupança e procurem opções mais rentáveis, como ações, fundos imobiliários e títulos públicos.

Este pode ser o momento ideal para saber mais sobre a carreira de agente autônomo de investimentos e como começar com o pé direito.

Diante disso, preparamos um guia completo, com detalhes sobre a prova da Ancord, para te ajudar nessa jornada. Veja o que você vai aprender:

 

  • O que é AAI — Agente autônomo de investimentos
  • Qual é a remuneração de um assessor de investimentos?
  • Como funciona a rotina de um assessor de investimentos?
  • Tudo sobre a prova da Ancord
  • Trabalhe como agente autônomo de investimentos no modal+hub

 

Boa leitura!

O que é o AAI — Agente autônomo de investimentos

Este profissional ajuda as pessoas a investir melhor

 

O agente autônomo de investimentos é uma pessoa física ou jurídica que distribui ativos mobiliários por uma corretora de valores.

Para isso, ele precisa ter registro na CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Isso é necessário para atestar que o agente está capacitado para exercer a função.

Assim, os potenciais investidores podem se sentir mais seguros de que estão em contato com a pessoa certa.

De acordo com a CVM, o AAI possui as seguintes atribuições:

  • Captar e prospectar clientes;
  • Fornecer informações sobre ativos mobiliários e produtos da instituição em que é vinculado;
  • Receber e registrar ordens provenientes dos seus clientes, enviando-as para sistemas de negociação ou registro cabíveis.

Qual é a remuneração de um consultor de investimentos?

A remuneração costuma ser proporcional à dedicação e networking desse profissional

 

O ganho de um agente autônomo de investimentos vem de sua capacidade comercial de captar, manter e fidelizar clientes.

A lógica da remuneração é semelhante aos demais corretores, como os de seguros. Ele ganha uma comissão sobre a receita gerada pelo investimento distribuído.

Quanto mais dinheiro o cliente investe, maior tende a ser o ganho do consultor.

Como funciona a remuneração

A remuneração de um agente autônomo de investimentos depende de três fatores.

 

O primeiro é o acordo realizado entre ele e a corretora. O segundo é a receita que o produto distribuído gera (cada tipo de produto cobra sua comissão de uma forma específica). O terceiro é o potencial de captação de novos investidores.

Por exemplo, quando há uma venda de ações, o cliente pagará uma corretagem e a comissão do AAI será um percentual deste valor. Geralmente, um agente autônomo recebe entre 0,6% a 1,5% da sua captação total no ano.

Se você captar R$ 20 milhões em um ano com receitas geradas de 1,0%, receberá R$ 200 mil, que equivalem a cerca de R$ 16,6 mil mensais.

 

Potencial de ganhos

Não há limites para os ganhos de um agente autônomo de investimentos. Basicamente, quanto mais ele captar, maior deverá ser o seu retorno.

Esse pode ser o incentivo que faltava para você começar essa carreira incrível agora mesmo.

Há agentes autônomos de investimentos que ganham cerca de R$ 750 mil anualmente. No entanto, isso demanda comprometimento, disciplina e conhecimento.

Geralmente, o potencial de ganhos aumenta de acordo com a capacidade do profissional em formar uma boa carteira de clientes.

Montar um portfólio de investidores que proporcione a você o ganho desejado demandará conhecimento sobre o mercado financeiro. Além disso, também é preciso contar com habilidades de vendedor.

Nesse ponto, o potencial de ganhos depende também de estabelecer um relacionamento de credibilidade e confiança com os investidores.

Tenha em mente que um bom agente autônomo de investimentos vai muito além daquele que conhece pessoas que têm dinheiro.

Ele é responsável por esclarecer as dúvidas dos seus clientes, apresentar as melhores oportunidades e ajudá-los a acompanhar a carteira de ativos periodicamente.

Lembre-se de que o AAI não pode exercer algumas atividades. Por exemplo, montar ou fazer gestão ativa de um portfólio para os seus clientes e analisar investimentos.

Se você seguir essas dicas, provavelmente, terá uma carreira como agente autônomo de investimentos de sucesso.

Como funciona a rotina de um assessor de investimentos

Faça a sua própria rotina e trabalhe com os melhores ativos do mercado

 

O empreendedorismo está em alta no Brasil. Atualmente, muitas pessoas decidiram por não ter mais chefe, desenvolver novos negócios com a possibilidade de alcançar remunerações mais atrativas.

Isso não significa que é um caminho fácil e rápido. Empreender exige mais do que trabalhar em um emprego convencional.

Porém, empreender como um agente autônomo de investimentos pode ser bastante compensador, seja financeiramente ou como realização pessoal.

Já imaginou fazer os próprios horários e, ao mesmo tempo, trabalhar no que gosta? Como assessor, tal sonho é possível.

 

Como ocorre a captação de clientes

A rotina do agente autônomo de investimentos envolve fazer ligações para entrar em contato com potenciais investidores.

Outra forma de captar novos clientes é por meio de reuniões ou encontros com possíveis clientes.

O objetivo é saber se há pessoas interessadas em investir no mercado financeiro. Por exemplo, um cliente que acabou de sair da poupança e deseja lucrar mais.

E é esse o momento de demonstrar o seu conhecimento sobre os ativos e como você pode ajudá-los a fazer o capital render.

Há agentes autônomos de investimentos que conseguem captar mais de R$ 20 milhões no ano. Tudo depende da dedicação e contatos.

Assim, se um cliente passa a investir com o seu intermédio, o capital dele estará sob a sua carteira de captação na corretora de valores.

Lembre-se de que o agente autônomo deverá escolher uma instituição para representar, como a modal+hub. Ainda neste artigo, vamos explicar como você pode começar.

Então, sobre todas as movimentações que os clientes da sua carteira realizarem, você receberá comissões.

Onde trabalha um AAI?

Uma das grandes vantagens de ser um agente autônomo de investimentos é poder trabalhar onde quiser, por exemplo, atuar próximo da sua casa ou região.

Perceba que não é preciso morar em grandes centros ou perto da corretora que representa.

Como a atividade demanda fazer reuniões com clientes e captação, o ideal é possuir uma estrutura preparada para desenvolver estas atividades, por exemplo, um escritório.

Mas, se você está começando agora, não se preocupe. É possível começar trabalhando em casa.

Já para atender os seus clientes, você pode optar por opções mais acessíveis, como um coworking. Assim, você poderá recebe-los onde quiser e sem gastar muito.

 

Tudo sobre a prova da Ancord

Na inscrição, o candidato deverá escolher a data, local e horário que deseja fazer o exame

 

Ser aprovado na prova da Ancord é um dos requisitos para você se tornar um agente autônomo de investimentos.

O objetivo dela é certificar de que você tem conhecimento técnico suficiente para fazer a intermediação entre os clientes e a corretora de valores.

O que significa Ancord?

A Ancord é a Associação Nacional de Corretoras e Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários, Câmbio e Mercadorias.

Ela atua como reguladora do mercado de valores mobiliários, por exemplo, ações, Tesouro Direto e LCIs. E também exerce a função de fornecer conhecimentos para profissionais da área.

Assim, a Ancord oferece cursos, treinamentos e certificações, como a prova de agente autônomo de investimentos.

Qual o valor da prova da Ancord?

O valor da prova de certificação como agente autônomo de investimentos é de R$ 460,00.

É importante lembrar que não há possibilidade de pedir isenção desse custo. As inscrições são realizadas pela internet.

Como funciona a prova

A prova de certificação em agente autônomo de investimentos da Ancord é composta por 80 questões de múltipla escolha. O candidato tem 2h30 para a sua realização.

Para ser aprovado, ele deverá conseguir, no mínimo, 70% de acertos e 50% das questões dos cinco tópicos principais informados no regulamento do exame.

Entre os principais assuntos da prova, temos:

  • Securitização de recebíveis;
  • Fundos de investimentos;
  • Economia;
  • Matemática financeira;
  • Mercado de derivativos;
  • Clubes de investimentos;
  • Código de conduta do agente autônomo de investimento;
  • Atividade do agente autônomo de investimento;
  • Administração de riscos;
  • Sistema financeiro nacional;
  • Mercado de capitais;
  • Lei º 9.613/98; Circular BACEN 3461/09; 3654/13; Instrução CVM n.º 301/99.

 

Vale lembrar que a correção e a divulgação dos resultados são feitas pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Trabalhe como agente autônomo no modal+hub

Seja um AAI do modal+hub e trabalhe no melhor banco digital do mercado

 

Trabalhar como agente autônomo de investimentos pode ser o que faltava para turbinar a sua carreira ou começar um novo caminho.

Se você possui espírito empreendedor e deseja trabalhar no mercado financeiro, o modal+hub tem a oportunidade perfeita.

No Brasil, há apenas 8,8 mil agentes autônomos de investimentos. Em 2018, o país contava com cerca de 5.8 mil. Ou seja, houve um aumento de 52% em um ano.

O número de investidores na Bolsa de Valores, de acordo com dados da B3, em dezembro de 2019, está em 1,67 milhão. Uma alta de mais de 90% no ano.

Ainda há poucas pessoas no mercado brasileiro. Afinal, 1.67 milhão corresponde a menos de 1% da população.

A tendência é de que mais pessoas comecem a investir de verdade, ainda mais no cenário de juros baixos.

Muitas delas possuem pouco conhecimento sobre o mercado financeiro e tendem a tomar decisões pouco assertivas.

Então, este pode ser o momento ideal para você se tornar um agente autônomo de investimentos no modal+hub.

Aqui, você encontrará uma estrutura sólida e de confiança. Possuímos mais de 450 mil clientes e R$ 40,6 bilhões em Assets Under Management.

Oferecemos aos nossos agentes autônomos de investimentos tecnologia de ponta e todo o suporte necessário para ajudá-los a prospectar ainda mais investidores.

Assim, o seu escritório será credenciado junto ao modal+hub e os interessados na sua região podem encontrá-lo de maneira fácil e prática.

Você também pode atender os seus clientes de forma online, desde que disponha de meios de comunicação, como um e-mail do seu escritório.

Sem contar que você terá acesso aos melhores ativos do mercado e um home broker de qualidade.

 

Então, acesse aqui e seja um de nossos agentes autônomos de investimentos agora mesmo.

Conclusão

Comece a empreender agora mesmo com o modal+hub

 

O agente autônomo de investimentos é muito mais do que o profissional que faz captações no mercado.

Ele também é responsável por passar os seus conhecimentos aos novos investidores e ajudá-los a tomar as melhores decisões sobre ativos financeiros.

Os requisitos básicos dessa carreira são: espírito empreendedor, conhecer o mercado de capitais, ter contrato com uma corretora de valores e possuir registro na CVM.

Lembre-se de que o registro na CVM só é possível após a aprovação na prova da Ancord. Esse é um exame que exige estudos e dedicação.

Por isso, é essencial estudar todos os conteúdos presentes no manual da candidatura. Afinal, você precisa de 70% de acertos, ou seja, tem que dominar os assuntos.

Continue a aprender sobre o mercado financeiro com estes outros artigos do nosso blog:

 

 

Após o registro na CVM, basta buscar uma corretora de valores, como o modalmais. Aqui você terá à sua disposição a estrutura tecnológica completa para alcançar o sucesso.

Sem contar que você poderá oferecer aos seus clientes os melhores ativos do mercado financeiro.

Para começar a sua trilha como agente autônomo de investimentos, basta acessar este link.

Aproveite que você já está aqui e dê um novo rumo na sua vida profissional agora mesmo.

Obrigado por ler até aqui!