Quem trabalha no mercado financeiro constantemente ouve o jargão split de ações. É um processo bastante comum no mercado financeiro e pode ser uma oportunidade para o investidor que pretende investir em uma ação, mas não tem financeiro suficiente para comprar uma grande quantidade delas.

Mesmo que você ainda não tenha ouvido sobre o termo, que é conhecido popularmente como desdobramento de ações, já deve ter lido algo sobre organizações que passaram a ter maior liquidez em suas ações, o que estava de certo modo, sendo impossibilitado pelo elevado patamar de preços dos quais estavam sendo negociadas.

Ou ainda, pode ter se deparado com ações que antes eram negociadas a valores elevados, mas de um dia para o outro passaram a ser negociadas a valores bastante inferiores, sem que tenham oscilado negativamente.

Ficou confuso ao se deparar com situações do tipo? Ou se não passou por nenhuma dessas, ficou interessado em entender sobre o assunto?

Foi pensando nisso que decidimos escrever este artigo, no qual explicamos mais detalhadamente como funciona o desdobramento, as suas vantagens, desvantagens e muito mais. Acompanhe!

 

O que é desdobramento de ações?

O desdobramento de ações é um processo adotado por decisão estratégica de empresas que têm suas ações negociadas em Bolsa de Valores, com o objetivo de dividir seus papéis em várias partes.

A sua principal finalidade é, ao aumentar a quantidade de ações negociadas, reduzir o preço delas proporcionalmente à essa divisão. Por exemplo, para o acionista que já detém as ações, passar por um desdobramento de suas ações, não fará com que ele aumente o valor financeiro de sua carteira, pois o capital social da organização não muda.

Na realidade, o que acontece é que mais ações passam a ser negociadas no mercado, pois agora existe uma maior quantidade delas, e o mais importante: a um valor inferior ao que estavam sendo negociadas anteriormente, o que faz com que mais investidores possam, financeiramente, ter acesso a lotes maiores, o que, consequentemente, contribui para o aumento da liquidez do papel.

 

Como funciona esse processo de desdobramento?

Para entender o funcionamento, vamos a um exemplo prático. Suponha que você tem uma nota de R$ 200, mas sabe que se precisar utilizá-la para uma compra de baixo valor, não encontrará troco facilmente. Para facilitar o processo, decide trocar a moeda com um amigo, por dez outras notas de R$ 20.

Uma situação semelhante ocorre com ações que têm preço elevado. Sendo assim, observe o exemplo a seguir: uma ação está sendo cotada ao valor de R$ 200 e por esse motivo será desdobrada, por exemplo, de 1 para 10. Seguindo esse exemplo, quando ela é dividida em dez partes iguais, o valor passa a ser de R$ 20.

Consequentemente, a quantidade de ações é elevada. Suponhamos então que, se você tivesse mil ações em sua carteira e cada uma delas estivesse sendo cotada a R$ 200, o montante total seria de R$ 200 mil. Após o desdobramento, você passaria a ter 10 mil ações em sua carteira, com cada uma sendo cotada a R$ 20. Ou seja, o valor total de seu patrimônio ainda seria de R$ 200 mil, no entanto o volume (a quantidade de ações) teria aumentado.

Um dos principais motivadores para que uma empresa realize o desdobramento de suas ações, e poder aumentar a liquidez delas no mercado, por tornar o valor da ação mais atrativo, o que é especialmente importante para empresas que tiveram uma grande valorização no mercado, estão crescendo e cujos valor de mercado e patrimônio também estão aumentando.

 

Quais são as vantagens do desdobramento de ações?

Há diversos motivos pelos quais uma empresa decide desdobrar as suas ações, especialmente dadas as suas vantagens para o negócio e para o investidor. Entenda mais sobre isso a seguir!

 

Mais chances de aumento na captação

Para as organizações que desejam ter um maior investimento, o desdobramento é uma maneira de atrair mais compradores de ativos, dado que o seu valor diminuiu não por uma desvalorização ou prejuízo, e sim pelo fato de ter-se valorizado a tal ponto que tornou-se até mesmo inviável, para a maioria dos investidores, adquiri-los.

Assim, o desdobramento e a consequente – e proporcional – redução no preço da ação, ajuda a impulsionar novos aportes, o que, para a empresa, tende a impulsionar o seu crescimento e desenvolvimento.

 

Empresas mais atrativas

Há uma crença entre investidores de que ações que já passaram pelo processo de desdobramento indicam empresas de sucesso. E, apesar de não ser uma regra, há motivos para que muitos investidores acreditem nisso.

A varejista Magazine Luiza (MGLU3) é um exemplo de empresa que adotou seu primeiro desdobramento de ações em 2019. E, em 2020, até o dia 17 de setembro – quando seu conselho de administração aprovou uma nova proposta de desdobramento – a empresa já registrava a maior alta do Ibovespa no ano, com mais de 80% de crescimento.

 

Acessibilidade

A Bolsa de Valores brasileira, B3, passou a marca de 2,8 milhões de CPFs cadastrados em julho de 2020. Nunca em sua história se viu um número tão alto de investidores de diferentes perfis. O que antes era um mercado restrito a grandes investidores, hoje tem se tornado uma alternativa cada vez mais popular.

Os desdobramentos, como já mencionamos, permitem que os preços se tornem mais acessíveis a uma maior porção de investidores, mesmo os que iniciam com pequenas quantias. Além disso, o acontecimento em si gera um fluxo de notícias que acaba levando a um interesse maior pelo papel e atraindo mais investidores.

 

Custos do processo

Como já sabemos até aqui, o valor de mercado da companhia, ou seja, seu capital social, não se altera com o processo. Apesar de poder, principalmente, tornar a empresa mais atrativa para os investidores em geral, no que se refere ao preço das ações, essa não é uma regra que garantirá que isso aconteça.

Além disso, a empresa precisará avaliar o quanto vale a pena arcar com os custos do processo de desdobramento, já que, para que ele aconteça, é preciso não só fazer comunicados ao mercado e os avisos aos acionistas, mas também demandar um precioso tempo de executivos do conselho.

O desdobramento de ações é um dos eventos corporativos que mais movimenta o mercado. De maneira geral, é uma forma que o investidor encontra de comprar ações que antes estavam sendo negociadas a preços inacessíveis. No entanto, é importante munir-se de conhecimento e buscar sempre orientação profissional, a fim não somente de evitar erros, mas também escolher melhores investimentos de acordo com o seu perfil.

Falando em especialistas, convidamos você a abrir a sua conta no modalmais e contar com nossa completa e moderna plataforma de investimentos

 

Nova call to action