No mundo existem grandes investidores que deixaram verdadeiros legados para a humanidade. Alguns deles, vivos até hoje, são exemplos para os investidores iniciantes e até mesmo para os que já estão há mais tempo no mercado.

A frase “o sucesso deixa pistas” é amplamente utilizada por grandes nomes do meio do empreendedorismo, e ela não é nem um pouco equivocada. Realmente, as pessoas que conquistaram sucesso em suas áreas de atuação sempre deixam algo que outras podem utilizar — e com o mercado financeiro não seria diferente.

Pensando nisso, nós resolvemos escrever este artigo. Nele, mostraremos os principais nomes do universo dos investimentos e as suas estratégicas contribuições para o mundo. Acompanhe!

 

BENJAMIN GRAHAM

Benjamin Graham é considerado o percussor da Análise Fundamentalista e criador de conceitos como o de value investing (investimento em valor) e security analysis (análise de risco), sendo um dos principais investidores a elaborar estratégias e formas de investir.

Os seus pensamentos contribuíram muito para a formação das teorias modernas e serviram como base para muitos dos conceitos que temos na atualidade. Ele foi um dos pioneiros da estratégia denominada buy and hold que, traduzindo para o português, significa “compre e segure”.

Ele fez carreira em Wall Sreet e ganhou seguidores de grande nome no mundo dos investimentos, tais como Warren Buffett, William Ruane, entre outros.

Formado em economia pela Universidade de Columbia, Benjamin Graham não teve um início de carreira fácil. Nasceu em uma família muito pobre e teve uma infância difícil em termos financeiros. Uma prova de que ninguém precisa nascer em berço de ouro para se tornar um grande nome no mercado financeiro.

Em termos de estratégias, ele se dedicou a estudar fundamentos das empresas a fim de adquirir ações de companhias sólidas e com grandes possibilidades de lucro para mantê-las em seu portfólio por longos períodos.

Nesse sentido, ele levava muito a sério o conceito do buy and hold em que a compra da ação é realizada após uma criteriosa análise da empresa, desde que essa análise indique que aquela ação irá se valorizar ao longo prazo.

A sua filosofia de investimentos tomava como base conceitos como a estabilidade e a análise precisa e racional dos riscos envolvidos em uma operação.

Benjamin ficou famoso por adquirir ativos com descontos significativos, obtendo rentabilidades realmente muito expressivas, o que fez dele um dos grandes nomes do universo dos investimentos no mundo inteiro.

Como se todo o seu exemplo não fosse suficiente, Graham fez ainda mais pelos investidores do mundo escrevendo um dos mais famosos e aclamados livros sobre investimentos, chamado de “O Investidor Inteligente”.

Essa obra, inclusive, é considerada a Bíblia dos investimentos, portanto, vale a pena conferir para conhecer um pouco mais sobre a estratégia desse brilhante nome do mercado financeiro.

 

A ideia por trás dos conceitos buy and hold e value investing de Graham

Comprar e segurar pode parecer algo simples e até superficial para algumas pessoas. Entretanto, a ideia por trás desse conceito é muito mais ampla do que se pensa. O objetivo da estratégia é manter determinada ação em carteira, por tempo indeterminado, mas até o momento em que a empresa se mostrar de alta qualidade.

Assim, em vez de realizar diversas operações com um único ativo e, dessa forma, arcar com diversos custos de corretagens e emolumentos, por exemplo, os seguidores dessa estratégia optam por realizar o mínimo possível de operações com determinado ativo.

A estratégia denominada value investing por Benjamin Graham tem o seu foco na atitude de um investidor frente a identificação de empresas que sejam, de fato, sólidas e que tenham potencial de crescimento.

Quando devidamente aplicadas, o sucesso do investidor adepto desse perfil, está na união dessas duas estratégias, ou seja, comprar ações baratas de empresas que têm um altíssimo valor agregado e podem crescer com o passar do tempo e segurar elas até o momento ideal para realizar a venda ou ficar posicionado para receber os seus dividendos.

 

WARREN BUFFETT

Warren Buffett é um típico cidadão americano que adora fast food e Coca-Cola. Há quem diga que todos os dias ele se dirige a uma loja do McDonald’s para tomar seu café da manhã. Apesar de já ter sido chamado de excêntrico, Buffett é, além de uma das pessoas mais ricas do mundo, filantropo e um exemplo no mundo dos investimentos.

Assim como o seu mentor, Benjamin Graham, ele centraliza as suas estratégias no conceito de buy and hold. Para tanto, o investidor deve escolher os ativos que deseja investir de forma extremamente aprofundada, analisando os fundamentos do mercado e da própria companhia na qual pretende investir.

Somente após essa criteriosa análise é que a aquisição pode ser feita ou, ainda, a decisão de manter ou não um ativo em sua carteira. Nesse sentido, Warren centraliza as suas operações pensando sempre no longo prazo.

Além disso, ele segue um preceito simples e que parece meio óbvio, que é comprar barato e vender caro. Entretanto, o grande diferencial é que esse grande investidor consegue entender, de fato, quando o preço baixo tem um potencial de valorização ou se a companhia está, na verdade, correndo sérios riscos de sair do mercado.

Diversificar a carteira também é uma regra para investidores como Warren Buffett. Eles acreditam que dedicar todo o seu capital em um único ativo ou segmento pode ser extremamente perigoso.

 

PETER LYNCH

Peter Lynch é outro grande e famoso investidor adepto da estratégia de buy and hold utilizada por outros grandes nomes do mercado financeiro. Ele ganhou fama pelos seus grandiosos resultados e pela generosidade em compartilhar os seus conhecimentos — e, até mesmo, informações sobre a sua carteira para outros investidores.

As suas estratégias se dividem em alguns pilares fundamentais. Primeiro, ele busca o investimento em empresas de pequeno porte ou que têm baixo valor de mercado na Bolsa de Valores. Essas são as chamadas small caps que, apesar de serem pequenas, têm um grande potencial de crescimento no futuro.

Por meio dessa estratégia, ele evita grandes empresas que têm as suas marcas fixadas no mercado e apresentam um grande volume de procura. Mas, antes de tomar suas decisões, Lynch utiliza indicadores utilizados na análise fundamentalista, como o P/L (preço dividido pelo lucro por ação).

Outra característica interessante das suas estratégias é que Lynch busca investir em empresas com as quais tem mais contato no seu dia a dia e em segmentos dos quais conheça.

Ele acredita que investir em negócios que estão mais próximos da realidade cotidiana apresenta índices melhores de consumo entre a população, traduzindo-se em boas oportunidades de investimento. Peter Lynch também defende que investir em conhecimento – especialmente sobre o mercado financeiro e o segmento em que você aplica seus recursos – é essencial e algo que deve ocorrer constantemente.

Por fim, Peter Lynch também defende o investimento pensando sempre no longo prazo e costuma afirmar que, mais importante do que ter uma carteira com muitos ativos, é manter-se focado e atualizado quanto às suas estratégias de investimento. Além disso, para ele, é necessário cerca de 10 a 20 anos para que uma carteira seja, de fato, sólida e lucrativa.

 

STEVEN COHEN

Steven Cohen é um bilionário do mercado financeiro, gestor de fundos de hedge — uma estratégia que garante certo nível de proteção ao patrimônio de um investidor —, e que é mundialmente conhecido pelos seus investimentos de alto risco e grandes retornos.

A sua estratégia principal era atuar como Day Trader, mantendo posições por algumas horas, em busca de lucros elevados num curto espaço de tempo.

Em pouco tempo, Cohen passou a destacar-se ao movimentar grandes quantias de dinheiro por dia, em suas operações. Alguns anos após o seu ingresso no mercado financeiro, Cohen criava o fundo SAC Capital Advisors, tido como um dos maiores fundos de hedge da história da Bolsa de Valores americana.

No entanto, os bons resultados foram manchados pelo escândalo envolvendo a atividade ilícita de insider trading, ao qual Cohen foi apontado como responsável, em 2012, tendo que pagar uma multa de aproximadamente 1,8 bilhão de dólares.

O desempenho desse investidor no mercado financeiro é, até hoje, excepcional, possibilitando que boas lições sejam aproveitadas de sua trajetória, como por exemplo, o fato de que ele é conhecido por ser muito disciplinado no controle de risco de suas operações.

Além da sua atuação massiva no mercado financeiro, Steven Cohen também investe na compra e venda de imóveis e no esporte, e doa expressivas quantias para causas sociais ligadas ao cuidado de militares veteranos e saúde infantil.

 

JAMES HARRIS SIMONS

James Harris Simons, também conhecido como Jim Simons, é um investidor bilionário que tem formação em Matemática e é fundador da Renaissance Technologies, gestora de fundos como o fundo de hedge denominado de Medallion, sendo considerado como o melhor dessa categoria de todos os tempos.

Atualmente, pouco se sabe sobre as estratégias de aplicação do Medallion, entretanto, é fato que esse fundo tem rentabilidade recorde em toda a Wall Street, por anos seguidos.

Como um matemático brilhante, Simons é um investidor quantitativo. Então, ele cria sistemas baseados em algoritmos de última geração e que são capazes de analisar centenas de ativos para buscar oportunidades de investimentos.

Assim, muitas das estratégias desse investidor ocorrem de forma automatizada, por isso, pouco se sabe sobre a sua metodologia. O que se sabe é que Simons tem preferência por contratar para sua empresa profissionais especializados em matemática ou afins, e não profissionais do mercado financeiro.

A ideia da criação de sistemas para analisar dados matemáticos e auxiliar na tomada de decisões está pautada em uma característica marcante de Simons e que serve de lição para todo investidor, independentemente do volume que opera no mercado: a eliminação de emoções.

Deixar-se levar por sentimentos, medos ou, até mesmo, coragem cega pode ser fatal para um investidor. Com isso, ele pode entrar em operações ruins e perder o seu dinheiro ou deixar de ganhar por más decisões baseadas em emoções.

Com os sistemas de inteligência artificial dos fundos quantitativos é possível eliminar o fator humano do processo e tornar as entradas mais racionais, com base em informações sólidas e precisas.

 

KENNETH GRIFFIN

Dentro do segmento de gestores de fundos de hedge bilionários temos também Kenneth Griffin. Formado em Economia pela consagrada universidade de Harvard no ano de 1989, esse investidor é CEO e gestor de um dos maiores fundos de hedge do mundo, que administra – segundo dados de fevereiro de 2020 – um patrimônio de cerca de 33 bilhões de dólares.

Assim como o exemplo anterior, Kenneth Griffin utiliza métodos quantitativos. Com isso, ele conseguiu manter uma rentabilidade extremamente alta por anos em seu fundo, chegando a manter uma média de 19% ao ano por cerca de 20 anos.

Uma curiosidade sobre o seu fundo é o fato de a taxa de administração ficar entre 5% e 10% ao ano, algo que seria extremamente elevado, entretanto, isso não parece assustar os investidores que mantêm um patrimônio bilionário sob sua responsabilidade.

Afinal, ter um gestor que possibilita um ganho extremamente alto a cada ano justifica a cobrança de uma taxa de administração tão elevada.

Dentre as estratégias adotadas em seu maior fundo, o Citadel, está uma política que visa a diversificação de ativos e mercados. Assim, o fundo opera em mercados de ações e commodities, por exemplo, mas também investe em crédito privado e demais títulos de renda fixa.

Tudo isso possibilita que o fundo invista em ativos de baixa correlação, em busca de rentabilidades elevadas em suas aplicações.

Além de seus grandes feitos e contribuições no universo dos investimentos, Kenneth também é conhecido por seus atos de filantropia. Além disso, sua empresa foi considerada umas das 10 melhores para se trabalhar do mercado financeiro, em 2015.

 

GEORGE SOROS

George Soros é considerado um dos principais e maiores investidores da atualidade. Soros é também um grande defensor de um conceito que denomina de “sociedade aberta”, bem como de preceitos democráticos, economia liberal, combate ao racismo, intolerância e autoritarismo.

Passando para a questão estratégica, Soros atua de forma totalmente oposta aos grandes nomes, como Warren Buffett, Peter Lynch e os ensinamentos de Benjamin Graham. Ele opta por assumir grandes riscos com aplicações utilizando grande volume de alavancagem.

Esse tipo de operação exige muito mais habilidade e, principalmente, controle emocional. Além disso, ninguém é capaz de negar que ele é um grande estrategista, muito inteligente em suas decisões de investimentos.

Apesar disso, George Soros não tem medo de reconhecer os seus principais pontos fracos e erros que já cometeu.

Em diversas oportunidades, ele foi pego afirmando que já se deixou levar pelo sentimento em algumas situações e tomou decisões com base em euforia e desespero. Entretanto, afirma que foi nesses erros que conseguiu os seus maiores aprendizados.

Nesse sentido, Soros demonstra que acredita fortemente na ideia de que os erros do passado fazem parte do processo de aprendizado, desde que a pessoa saiba utilizá-los como tal.

Em uma de suas frases ele reforça ainda, que não há nada de errado em arriscar-se, desde que esse seja consciente e não se arrisque tudo.

 

CARL ICAHN

Carl Icahn também é um dos principais investidores da atualidade. A sua estratégia de investimentos é bastante agressiva, logo, ele não tem medo de investir em momentos de instabilidades e incertezas.

Uma atitude interessante — porém, pouco provável para a maioria dos investidores — é o habito de comprar uma quantidade de ações tão grande de uma mesma empresa até adquirir uma grande participação nela.

Depois de conquistar esse objetivo, o investidor norte-americano passa a ter grande influência na companhia, interferindo em decisões importantes e que podem impactar diretamente no seu sucesso.

Essa estratégia ousada e milionária fez com que Carl Icahn passasse a ter o controle de algumas marcas muito famosas, como a Time Warner e a Texaco.

 

JACK BOGLE

Jack Bogle foi um investidor que enaltecia muito a estratégia do investidor. Segundo ele, esse seria o fator mais importante para o sucesso nesse universo. Ele ficou conhecido após a fundação da Vanguard Group, onde nasceu o primeiro fundo de índice, o que dá a Bogle o título popular de “pai dos fundos de índices”.

Basicamente, essa modalidade de fundo é passiva e segue algum indicador de referência para determinar a sua rentabilidade.

Assim como os três primeiros grandes investidores mencionados no início desse artigo, Bogle é um investidor que acredita em estratégias que visam o longo prazo, dando foco à redução de riscos e ao aumento na capacidade de bons retornos de tais investimentos.

Segundo Jack Bogle, o sucesso nos investimentos não requer necessariamente a utilização de estratégias complexas. Para ele, o mais importante é ter bom senso ao investir, uma boa dose de controle emocional e uma estratégia que envolva a diversificação dos investimentos, de modo que a alocação de ativos seja proporcional à tolerância ao risco que tem o investidor.

Além disso, Bogle defende que o processo de escolha dos investimentos deve dar atenção especial às taxas, para que elas sejam as mais reduzidas possível.

 

LUIS BARSI FILHO

Se você pensou que apenas nomes estrangeiros figurariam nesta lista, temos uma grata surpresa. No Brasil, nós também temos grandes nomes no mercado financeiro. Um deles, um dos maiores investidores pessoa física do mercado financeiro brasileiro: Luiz Barsi Filho.

Esse investidor brasileiro tem as suas estratégias muito fundadas em outros nomes internacionais, como Warren Buffett e Benjamin Graham. Com isso, seus investimentos têm embasamento em conceitos da análise fundamentalista e no próprio value investing.

Assim, seu foco principal é adquirir ações com grande potencial de valorização, mas que estejam subvalorizadas no mercado de ações.

Com isso, o foco das operações é se manter comprando por longos períodos de tempo, aproveitando a variação positiva dos papéis e, principalmente, lucrando com os dividendos distribuídos por essas instituições.

Luis Barsi Filho tem em sua carteira de investimentos ações de empresas que, quando iniciou sua jornada, valiam apenas alguns centavos, e, nos dias atuais, são as principais organizações que negociam os seus papéis na Bolsa de Valores brasileira.

Ele também é um grande crítico de algumas modalidades de operações mais alavancadas ou que utilizam margem de garantia. Porém, é importante deixar claro que apesar da crítica, é necessário que todo o investimento seja sempre pautado na análise do perfil, objetivos e estratégias individuais do investidor.

 

BUSCANDO AJUDA ESPECIALIZADA PARA INVESTIR

Para a maioria esmagadora das pessoas, conhecer pessoalmente qualquer um desses grandes nomes é algo praticamente impossível. Entretanto, você sabia que é possível obter ajuda de outros profissionais que sabem como utilizar as estratégias desses “tubarões” do mercado financeiro?

Atualmente, os bancos de investimentos mais modernos disponibilizam para os seus clientes uma área em que eles podem ter ajuda de profissionais extremamente qualificados e experientes no mercado financeiro.

Alguns deles, inclusive, operam na Bolsa de Valores ao vivo durante o horário de pregão, e o investidor pode entrar na sala, tirar a sua dúvida e seguir as orientações que ele fornece aos ouvintes.

Essa é uma excelente forma de investir com segurança e obter bons rendimentos com as suas aplicações, especialmente se você tem poucos anos de experiência ou conheceu o universo dos investimentos recentemente.

Além disso, esses mesmos bancos digitais oferecem outros benefícios, como plataformas de investimentos robustas e completas, além de serviços bancários, como transferências, cartão de crédito e saldo em conta corrente com proteção do FGC.

Contar com esse apoio especializado funciona como obter as principais ideias e estratégias dos grandes investidores, entretanto, de forma mais segmentada e personalizada para atender aos seus objetivos e, principalmente, seu perfil de investidor.

Quer saber como obter essa ajuda especializada? Então, abra a sua conta no modalmais e veja como podemos auxiliar você nessa jornada dos investimentos.

Nova call to action