Buy and hold é uma estratégia de investimento voltada para o longo prazo. Basicamente, você compra ativos e os mantêm na carteira por tempo indeterminado.

Muitos investidores de sucesso operam dessa forma. Entre os mais famosos, temos o Warren Buffett, Walter Schloss e Luiz Barsi Filho.

Eles começaram a investir do zero e fizeram fortuna no mercado de ações. Para você ter uma ideia, Barsi é o maior investidor pessoa física da bolsa brasileira.

Para ter sucesso no buy and hold, não basta apenas comprar os ativos e esquecê-los na carteira. Você precisa saber como analisar a escolha das ações e reavaliar sua carteira de tempos em tempos.

Tenha em mente que algumas ações que são ótimas oportunidades hoje podem perder os seus fundamentos e se tornarem negócios pouco atrativos.

Basicamente, se você deseja investir com foco no longo prazo como, por exemplo, previdência ou custear os estudos dos filhos, o buy and hold tende a ser uma excelente estratégia.

Diante disso, preparamos um guia completo com tudo o que você precisa saber para operar como os maiores investidores do mundo a partir de agora. Veja o que você vai aprender:

 

  • O que é o buy and hold?
  • Buy and hold é uma boa estratégia?
  • Vantagens do buy and hold
  • Desvantagens do buy and hold
  • Carteiras recomendadas buy and hold em 2019 e 2020
  • Melhores vídeos sobre o buy and hold no YouTube

 

Boa leitura!

O que é o buy and hold?

Trata-se de usar o tempo a seu favor

 

O buy and hold, na tradução literal, significa comprar (buy) e segurar (hold). Portanto, trata-se de investir em ativos sem a necessidade de vendê-los no futuro próximo.

A ideia básica dessa estratégia é fazer o dinheiro render com a valorização das cotações e recebimento de proventos.

Conceito de posição de longo prazo

O longo prazo varia de acordo com cada investidor. Basicamente, um investimento a partir de cinco anos pode ser enquadrado nesse conceito.

No buy and hold, esse período tende a ser maior. Warren Buffett investe desde 1940. Já o Barsi iniciou em 1969.

Geralmente, eles vendem as posições em duas situações: quando a empresa já entregou a valorização desejada, ou quando houve a perda de fundamentos.

Portanto, o conceito de manter ações por longo prazo depende da avaliação dos resultados alcançados, ou seja, cada uma possui um timing diferente.

 

Buy and hold é uma boa estratégia?

A estratégia tem potencial infinito de multiplicar o seu capital

 

Geralmente, o buy and hold traz bons resultados aos investidores. Porém, ele exige paciência e estudo.

Ao adotar esse tipo de estratégia, você não deve vender os ativos logo na primeira queda ou diante das volatilidades do mercado.

É preciso preciso ter estômago e sangue frio, mesmo que ocorra perdas de valor no curto prazo.

Por outro lado, a história mostra que os investimentos de renda variável tendem a se recuperar durante o tempo. Para entender melhor, veja o gráfico abaixo:

 

Índice Bovespa desde o início do plano Real

Índice Bovespa desde o início do plano Real – Fonte: B3

 

Se, em 1995, um investidor, tinha uma carteira de R$ 10 mil em ações do IBOV, hoje ele possui, aproximadamente, R$ 1,16 milhões. Isso só em valorização, sem os proventos.

Note: ele teve que suportar diversas quedas. Algumas delas, bastante acentuadas, como a de 2008 e a de 2016.

Mas, ao adotar o buy and hold, as perdas desse investidor foram anuladas, e ele ganhou mais de R$ 1 milhão em 23 anos.

Buy and hold por Warren Buffett

O mentor de Warren Buffett, Benjamin Graham, foi um dos precursores do buy and hold. Ele a explicou, em detalhes, no livro O Investidor Inteligente.

Buffett foi seu funcionário durante a década de 50. Antes disso, ele foi aluno de Graham e David Dodd em um curso sobre o mercado de capitais. Assim, Buffett aprendeu o buy and hold na prática.

A estratégia de Graham e Dodd era comprar grande quantidade de ações de empresas que valiam mais em patrimônio do que na bolsa.

Então, eles as mantinham em carteira até que gerassem o valor que julgavam ser justos pela companhia.

Nesse caso, o buy and hold agregava, até mesmo, ações de empresas em recuperação judicial, com produtos obsoletos, com problemas de governança e afins.

Já no final da década de 50, Buffett conheceu Charlie Munger. Juntos, eles aprimoraram a estratégia.

A principal mudança no buy and hold foi comprar ações de empresas de alta qualidade que estavam desvalorizadas.

O objetivo era o mesmo que na estratégia desenvolvida por Graham, mas os riscos foram reduzidos.

Assim, Buffett e Munger conseguiram resultados ainda mais consistentes e à prova do tempo, como podemos ver no crescimento contínuo da Berkshire Hathaway.

 

Vantagens do buy and hold

Crie uma renda passiva contínua com os proventos

 

Uma das vantagens de adotar o buy and hold é focar no que realmente interessa, que são os ativos desvalorizadas de bons negócios.

Assim, a tendência é que você passe a não se preocupar com os movimentos de curto prazo, por exemplo, greve de petroleiros ou furacão nos EUA.

Nada disso deverá trazer mudanças drásticas nos resultados da companhia no longo prazo. Portanto, basta ignorá-los.

A redução dos custos de operação podem ser mais um ponto positivo para você adotar o buy and hold.

Se você comprar e vender poucas vezes, terá menor gasto com corretagens, impostos e taxas.

Não podemos deixar de considerar o poder dos juros compostos que o buy and hold possui, principalmente ao reinvestir os proventos recebidos.

Por fim, esta estratégia tende a ocupar menos tempo da sua rotina do que ao ficar na frente do home broker o dia todo.

Basicamente, você deve avaliar os resultados das empresas da sua carteira ou as de seu interesse.

Como os balanços são trimestrais, não há necessidade de acompanhar os movimentos diários delas.

Isso significa ter mais tempo para você, menos estresse e saúde melhor. Então, o buy and hold vai muito além de investir na bolsa de valores.

Desvantagens do buy and hold

A falta de conhecimento aumenta o risco da estratégia

 

Um dos pontos negativos do buy and hold é que você precisa estudar sobre os mercados e ativos para tomar decisões assertivas.

Não é porque um fundo imobiliário está abaixo do patrimônio e tem um bom imóvel que ele é o ativo certo para a sua carteira.

Perceba que há outros aspectos a serem avaliados, como a localização, inquilinos, os proventos que ele paga e os motivos da desvalorização.

Então, veja que o buy and hold pode exigir um pouco do seu tempo no início e na hora de montar a sua carteira.

Outra desvantagem da estratégia, principalmente para os iniciantes, é a dificuldade de encontrar o ponto certo de vender os ativos.

Para resolver isso, é fundamental fazer uma análise fundamentalista. Assim, você saberá se uma ação está barata ou cara em relação aos seus pares do mercado.

Apesar do buy and hold trazer bons resultados, há oportunidades momentâneas na bolsa que podem oferecer potenciais semelhantes, como, por exemplo, a small cap Eneva rendeu 171% em 2019.

Então, se você investe apenas com foco no longo prazo, possivelmente deixará passar esse tipo de lucro de curto prazo.

Por fim, o buy and hold exige tempo para trazer os resultados esperados. Então, ao vender um ativo, o ideal é reinvestir o dinheiro.

Evite fazer retiradas constantes, pois você pode perder o controle e usar todo o seu capital sem perceber.

Investir no longo prazo é arriscado?

Há empresas que são ótimos negócios hoje, mas que, no futuro, podem ser os novos micos da bolsa.

Um exemplo disso ocorreu na década de 90 no EUA, que ficou conhecida como a bolha das ponto com.

Houve casos de empresas de tecnologia que valorizaram mais de 1.000% em menos de um ano. Até que aconteceu o estouro da bolha e estas ações derreteram em questão de dias.

Por isso, a essência do buy and hold é comprar ativos de companhias já consolidadas no mercado, como as blue chips.

É importante lembrar que é fundamental avaliar também a perenidade do negócio, ou seja, se ele ainda será essencial às pessoas no futuro.

Caso a resposta seja sim, o risco de investir no longo prazo tende a cair drasticamente. Entre os exemplos, podemos citar os setores de energia, saneamento e financeiro.

Bear e bull markets

O investidor que pratica o buy and hold, o holder, é aquele que sabe lucrar tanto com o bear market, quanto com o bull market.

Dessa forma, ele aproveita para encerrar algumas posições que já atingiram os resultados desejados no momento em que todos estão eufóricos (bull market).

Mas o que o holder realmente gosta é do bear market, onde o medo toma conta e as vendas começam. Com isso, o preço das ações tende a cair, como foi, por exemplo, na crise de 2008.

Nesse momento, as oportunidades de adquirir bons negócios a preços atrativos podem surgir aos montes.

É a partir daí que surge a famosa frase: comprar na baixa e vender na alta.

Obviamente, ao aplicar o buy and hold, você não precisa comprar apenas no bear market e vender no bull market. O ideal é analisar caso a caso e tomar as próprias decisões.

Carteiras recomendadas buy and hold em 2019 e 2020

Aproveite a expansão da economia para fazer o seu dinheiro render mais

 

O ano de 2019 trouxe resultados incríveis para a renda variável, como os 32% de valorização do índice Ibovespa.

Além disso, o avanço da economia também beneficiou várias empresas, o que foi positivo para as cotações e proventos.

Então, o retorno pode ter sido ainda maior para os investidores que aplicam o buy and hold.

Para 2020, a tendência é de que o investimento em renda variável será tão bom quanto em 2019.

Mesmo que a bolsa esteja nas suas máximas históricas, ainda há espaço para a subida, já que muitas empresas estão com capacidade ociosa desde a crise de 2014.

Então, este pode ser o momento certo para você aplicar o método buy and hold e atingir os seus objetivos de longo prazo, como, por exemplo, ter uma boa renda para a aposentadoria.

Se você tem dúvidas sobre quais ativos escolher, nós temos a solução que pode ser o que você procura: carteiras recomendadas

Elas são portfólios montados e acompanhados periodicamente pelos nossos especialistas, como a de dividendos.

Para ter acesso às nossas carteiras recomendadas, basta abrir a sua conta agora mesmo. O cadastro é simples e você já pode começar a investir no mesmo dia.

Lembre-se de que a carteira recomendada funciona como uma sugestão de investimento de um de nossos especialistas. Portanto, a decisão final é sua.

Melhores vídeos sobre o buy and hold no Youtube

Além de seguir as dicas sobre buy and hold deste artigo, selecionamos também alguns vídeos para ajudá-lo a colocar essa estratégia em prática agora mesmo. Veja:

 

 

 

 

Conclusão

Abra a sua conta e invista com nossas carteiras recomendadas agora mesmo!

 

O buy and hold consiste em comprar ações de boas empresas sob preços atrativos e mantê-las na carteira até alcançarem os retornos esperados.

Através dessa estratégia, é possível diversificar de forma mais segura do que apenas adquirir ativos só porque fazem parte de setores distintos.

Isso é possível, pois buy and hold é baseado na análise fundamentalista e dos resultados trimestrais das empresas.

Esse tipo de avaliação tende a gerar nos investidores as ideias de parceira e de ser sócio do negócio.

Assim, você irá investir para contribuir com o futuro da empresa, que, por sua vez, gerará resultados para a sua carteira.

Continue a aprender sobre renda variável com estes outros artigos do nosso blog:

 

 

Foi com esse tipo de pensamento que muitos investidores alcançaram o sucesso no mercado financeiro. Alguns deles têm origem humilde e começaram do zero.

Portanto, você também pode ser o próximo vencedor com o buy and hold. Para dar esse novo passo, é só abrir a sua conta no modalmais.

Além de contar com uma plataforma completa de investimentos, você ainda terá acesso totalmente gratuito às nossas carteiras recomendadas.

Aproveite que você já está aqui e conheça o poder dos juros compostos na prática agora mesmo.

 

Obrigado por ler até aqui!