O mercado financeiro, diferentemente do que muitas pessoas pensam, pode ser uma excelente alternativa para quem pretende iniciar uma nova carreira ou, simplesmente, conquistar sua independência financeira. Uma dessas oportunidades é a carreira ou profissão trader.

Existem, de fato, aqueles que entram no mercado para buscar oportunidades de investir a médio e longo prazos, construir uma carteira pensando em conquistar objetivos ou, até mesmo, sua própria aposentadoria.

Entretanto, o mercado financeiro também pode ser uma profissão, e existem diversas áreas em que você pode atuar. Neste artigo, apresentaremos o trabalho do trader. Acompanhe!

 

O que é a profissão trader?

Inicialmente, vamos entender o que é esse tipo de profissão. Basicamente, trader é uma palavra em inglês que significa negociação ou negociador. Sendo assim, um trader profissional é aquele que realiza operações de compra e venda na Bolsa de Valores nos mais variados mercados.

Cuidado para não confundir um investidor com o trader. O primeiro estuda o mercado e seus fundamentos e toma decisões pela compra ou venda de ativos pensando sempre no médio ou longo prazos, visando ao aumento do seu capital.

O trader, diferentemente do investidor, é um profissional que retira do mercado a sua fonte de renda, o seu sustento mensal. Existem diversas formas de atuar como trader, sendo as mais conhecidas: o Swing Trade e o Day Trade, que discorreremos em seguida, além de outras.

 

Swing Trade

O Swing Trade é uma modalidade de operação no mercado financeiro. Basicamente, consiste na compra ou venda de ativos que permanecem na posição por mais de um dia, podendo chegar até semanas ou meses, dependendo das estratégias do trader.

 

Day Trade

O Day Trade são operações que ocorrem em um curtíssimo espaço de tempo e sempre começam e são finalizadas no mesmo dia. Nesse caso, o trader traça a sua estratégia e monta uma posição que deve ser encerrada rapidamente, podendo gerar lucros ou prejuízos instantaneamente.

 

Institucional

O chamado trader institucional é o profissional do mercado financeiro que atua para grandes instituições financeiras ou corretoras, podendo, inclusive, utilizar algumas das estratégias do Day Trade ou Swing Trade. Nesse caso, ele estará ligado profissionalmente a uma empresa, podendo receber um salário fixo ou percentual sobre os seus ganhos.

 

Como ingressar na profissão?

Contrariando a ideia de muitos, para se tornar um trader profissional, não é necessário anos de estudos em uma faculdade. Afinal, sequer existe uma modalidade de ensino formal em nível técnico ou bacharelado que forme um trader, tampouco é necessário ter conhecimentos de cálculos matemáticos extensos que quase ninguém entende.

Porém, isso não significa que, para ingressar na profissão de trader, não seja necessário nenhum conhecimento. Muito pelo contrário, o primeiro passo a ser dado é conhecer a fundo o mercado financeiro, seus ativos, as formas de operação, metodologias, análises, entre outros fundamentos.

Pode demorar alguns meses ou, até mesmo, anos para atingir um nível adequado ao ponto de fazer com que você possa viver da profissão. Um trader de altíssima performance precisa ter muito tempo de análises e operações, erros e acertos, bem como estudos constantes para chegar até esse ponto.

Além do conhecimento técnico, você precisará abrir uma conta na corretora de sua confiança. Escolha uma que, juntamente com os serviços de intermediação com a Bolsa de Valores, também forneça a possibilidade de utilizar os valores ganhos para pagar suas contas, que tenha um cartão de débito e funcione como um banco digital. Isso facilitará em muito a sua vida.

Além disso, você também precisará de uma plataforma operacional. Essa é a ferramenta que conectará o trader e a corretora com a Bolsa e os demais operadores do mercado. Essa plataforma será disponibilizada pela empresa de corretagem que você selecionar.

Existem algumas que são gratuitas, entretanto, para um trader profissional, ter uma plataforma operacional de qualidade é essencial. Geralmente, essas têm uma mensalidade mensal que, geralmente, cabe no bolso da maioria dos traders.

Por fim, você continuará estudando sobre o mercado financeiro e escolherá uma técnica de operação que mais se adapte ao seu perfil. A mais conhecida é a análise gráfica, que verifica as variações de preços por meio de gráficos, indicadores e ferramentas relacionadas.

Há outra que é chamada de Leitura de Fluxo, ou Tape Reading. Essa metodologia analisa as movimentações executadas por diversos outros traders profissionais ou institucionais, gerando insights e motivando a entrar ou sair de uma operação.

Você pode escolher uma das estratégias ou, simplesmente, unir as duas, utilizando as principais características de cada uma.

 

Como viver de mercado?

Algumas pessoas podem ter dúvidas se é possível ou não viver de mercado como um profissional trader. A resposta para isso é sim: não só é perfeitamente possível, como é uma profissão que pode, efetivamente, gerar ganhos altíssimos, elevando o padrão de vida da pessoa.

Entretanto, como já mencionamos, para chegar até esse nível, o estudo é fundamental. Além disso, também é importante desenvolver algumas habilidades psicológicas, pois nem só de ganhos é feita a profissão trader.

Existem pessoas que ganham muito dinheiro ao longo de uma semana e, simplesmente, perdem tudo em uma única operação, enquanto muitas, em poucos segundos após a abertura do mercado. Por isso, é importante que você desenvolva bem as suas habilidades, bem como sua disciplina.

 

Quais são os riscos dessa profissão?

Assim como em toda profissão, o trader também tem certos riscos. A grande diferença é que, nesse caso, eles estão diretamente ligados à perda de dinheiro. Quando você errar na análise e entrar em uma operação de forma equivocada, perderá o recurso utilizado para realizar a entrada.

Entretanto, esses riscos são controlados por meio de uma estratégia denominada plano de trade. Nela, devem estar especificados o limite de perda diário que você pode suportar, bem como os seus ganhos.

Por exemplo, suponhamos que você permita perder o máximo de R$ 100 em um dia e ganhar R$ 250. Nesse caso, atingindo quaisquer um dos valores, é necessário fechar a plataforma e parar de operar naquele dia.

O erro que muitas pessoas cometem, e o que torna ainda mais essencial o preparo mental para essa profissão, é entrar em uma operação vencedora, bater a meta de ganhos diários e, depois disso, continuar operando, acreditando que pode ganhar mais. A maioria das pessoas que faz isso acaba perdendo tudo o que ganhou no dia e corre o risco de ficar com saldo negativo.

Olhando para o lado da perda, também acontece algo parecido. Você estabeleceu que o seu limite de prejuízo é de R$ 100, porém, quando atinge o valor, acredita que pode recuperar e continuar operando. Ao desrespeitar o seu plano de trade, você pode entrar em uma operação ainda pior e aumentar o saldo negativo de um dia.

Obviamente que estamos tratando de um cenário pessimista em que, em ambos os casos, é possível que o trader consiga ganhar mais ou recuperar a perda obtida. Porém, isso está mais relacionado com a sorte do que com as suas estratégias operacionais. No mercado financeiro, quem conta com o acaso pode ser excluído rapidamente, mesmo após uma sequência de ganhos.

Para finalizar este assunto do risco, é importante que você saiba que ele existe e, de fato, pode acabar com seu objetivo de se tornar um trader profissional. Entretanto, se você montar um plano de trade adequado à sua realidade, mesmo quando os prejuízos ocorrerem, saberá como contorná-los e sair vitorioso em outros dias.

 

Como o mercado pode ser uma alternativa ao desemprego no país?

O mercado financeiro, especialmente a profissão trader, tem sido uma grande alternativa para as pessoas que estão desempregadas, principalmente as que foram vítimas da grande onda de desemprego que assola o nosso país desde o ano de 2015.

Além disso, algumas pessoas buscam alternativas de trabalho após o período conturbado vivenciado no Brasil e no mundo graças à pandemia. Independentemente do caso, o mercado financeiro pode ser uma excelente opção para a recolocação no mercado.

Entretanto, é importante ter em mente que será necessário um tempo de maturação para entender o que é a profissão trader, juntar um capital — que não é tão alto, sendo possível começar com quantias pequenas de dinheiro —, montar um plano de trade, contratar uma corretora e uma plataforma e começar a operar.

A grande vantagem da profissão trader está no fato de que, diferentemente dos empregos convencionais, o mercado financeiro sempre remunera os seus operadores de acordo com seus méritos. Ou seja, se você estudar, for disciplinado, respeitar os seus limites e riscos, certamente terá bons resultados no mercado, podendo, inclusive, transformar suas finanças e entrar em outro patamar em termos de conforto e qualidade de vida.

Além disso, mesmo se você tem um emprego, ainda pode ingressar nessa carreira. Afinal, tudo o que precisa para ser um trader é um computador com a plataforma instalada e ligado à internet. Logo, pode realizar suas operações em momentos livres, pausa para café ou almoço, considerando o fato de que a Bolsa funciona das 09h às 18h e não abre aos sábados, domingos e feriados.

Por fim, podemos concluir que a profissão trader é uma grande oportunidade, especialmente para quem deseja mudar de vida e ter uma atividade que proporcione ganhos sólidos e que não precisa ter os medos e riscos dos empregos formais.

 

Qual o seu nível de conhecimento em Trade?

Faça o nosso Quiz e veja qual tipo de trader você é

 

Se você gostou dessas dicas e quer saber um pouco mais sobre o assunto, continue lendo os nossos conteúdos.

 

Leia também:

O que é ser um Trader?

Protrader: como funciona a plataforma e como contratar

Trader: Como escolher a plataforma ideal para realizar seus trades?

Candlestick: o que todo trader precisa conhecer

Nova call to action